Agricultores de Rondônia utilizam cerca de 36 toneladas de agrotóxicos por ano

out 22 • Agricultura • 141 Visualizações • Nenhum comentário em Agricultores de Rondônia utilizam cerca de 36 toneladas de agrotóxicos por ano

Rondônia utiliza cerca de 36 toneladas de agrotóxicos por ano, segundo dados da Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do estado (Idaron). Porém, muitos agricultores ainda não se conscientizaram dos riscos, principalmente, quanto a reutilização das embalagens, que é totalmente proibida. Na última terça-feira (11), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) colocou em discussão três propostas para atualizar as regras de agrotóxicos no país.

De acordo com a coordenadora do programa de agrotóxicos da Idaron, Eutália da Cunha Alves, os agrotóxicos são produtos utilizados na agricultura para controlar insetos, doenças ou plantas daninhas. Os agrotóxicos também podem ser chamados de defensivos agrícolas ou agroquímicos, sendo que todos têm a mesma função. Os testes feitos para o uso dos agrotóxicos vão de acordo com grau de periculosidade classificados em extremamente tóxico, altamente tóxico, medianamente tóxico e pouco tóxico, diferenciados por cores.

“Todo produto agrotóxico, recebe um registro que indica a quantidade adequada para o uso, sem causar danos ao meio ambiente e sem colocar o aplicador em exposição inadequada. Essas recomendações vêm expressas em bulas e rótulos, de acordo com testes que indica qual a dose ideal para eliminar os insetos sem causar danos”, diz.

No estado, segundo Eutália, ainda é comum a utilização do agrotóxicos nas culturas, principalmente de pastagem, café, milho e soja. Cada cultura tem uma quantidade máxima que pode ser utilizada e o agricultor deve, obrigatoriamente, devolver as embalagens dos produtos.

“Os agricultores são obrigados a devolver essas embalagens em um dos 13 postos disponíveis em todo o estado. O produtor quando compra o agrotóxico, ele tem a responsabilidade de um ano para fazer essa devolução da embalagem. Caso ele descumpra a ordem, pode ser multado em até 100 UPFs”, destaca a coordenadora.

Para participar da consulta públicas sobre as regras dos agrotóxicos no país, basta acessar a página de cada uma das consultas onde está disponível o texto da proposta e o formulário para participação, além de outras orientações para os interessados em mandar contribuições. As discussões seguem até o dia 20 de outubro.

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »