AGRICULTURA:Rondônia desponta como 8.º maior produtor de leite do país

nov 24 • Agricultura • 200 Visualizações • Nenhum comentário em AGRICULTURA:Rondônia desponta como 8.º maior produtor de leite do país

Com a participação de extensionistas rurais, pesquisadores, técnicos, produtores, palestrantes e acadêmicos, a solenidade de abertura do 2.º Simpósio de Manejo Sustentável das Pastagens de Rondônia, iniciado nesta última quarta-feira (18), teve seu desfecho com uma palestra magma sobre o cenário atual da pecuária leiteira no estado. A realidade tem seus percalços, quando se trata de manejo de pastagem, mas a produção leiteira mostra que o estado está no caminho certo. A discussão a ser realizada durante o evento, dias 19 e 20 de novembro, em uma ação conjunta em Emater, Embrapa e Sebrae,  deverá trazer novas perspectivas para a melhoria da qualidade das pastagens em solo rondoniense.
A apresentação do cenário rondoniense na pecuária leiteira foi ministrada pelo pesquisador da Embrapa Gado de Leite, Paulo Moreira que, em primeira instância, trouxe dados da produção leiteira, com a participação de cada região no país. Segundo o pesquisador, de um total de 35,2 bilhões de litros de leite produzidos em 2014 no Brasil, a região Norte tem um índice de participação de 5,5%, enquanto que a primeira posição no ranking é disputada entre as regiões sul, com 34,7% e sudeste, com 34,6%. “É uma margem pequena, mas é a primeira vez que a região sul ultrapassa a sudeste em produção leiteira”, diz.
Outro dado mostra que em 1990 a região Norte representava 1% da produção de leite em todo o país. Em 2014 essa representação saltou para 2,7%, com um volume de 940 milhões de litros anuais, mais do que o dobro, gerando uma receita de aproximadamente R$ 684 milhões, através da ordenha de 773.079 vacas, somente naquele ano. É um dado incentivador, pois além de mostrar o crescimento da atividade na região, coloca Rondônia em 8.ª posição do ranking nacional.
A atividade leiteira em Rondônia ganha reforços com as políticas públicas de incentivo à pecuária leiteira no estado. Através de programas de governo ou de forma associativa e/ou individual o setor produtivo vem adotando tecnologias que propiciam aumento de produtividade e qualidade do leite produzido. Quanto à pecuária de corte, a carne bovina representa o principal item da pauta de exportação de Rondônia, responsável por aproximadamente 57% do PIB agropecuário e 8% (2.174.772 cabeças) do abate realizado no Brasil no ano de 2014 (26.985.057 cabeças), gerando uma receita para o país de aproximadamente US$ 7 bilhões. 
Concomitantemente a sua importância social e econômica, a atividade pecuária rondoniense vem sendo cada vez mais direcionada a preservação do meio ambiente. Neste contexto, o Simpósio de Manejo Sustentável das Pastagens de Rondônia, tem o papel de levar à discussão, alternativas tecnológicas que visam à recuperação, a renovação, o manejo e a sustentabilidade das pastagens. 
Essas alternativas deverão ser apresentadas e discutidas pelos diferentes integrantes da cadeia produtiva da pecuária rondoniense, oportunizando condições para direcionar o setor público por meio de implementação de políticas, bem como apontar aos pecuaristas alternativas tecnológicas passiveis de serem adotadas nos sistemas de produção voltadas ao desenvolvimento sustentável da atividade pecuária. O evento segue, nestes dias 19 e 20 com palestra de renomados e experientes especialistas no manejo de pastagens.
Texto: 
Wania Ressutti (EMATER-RO
 Renata Silva (EMBRAPA)
Fotos: Irene Mendes

 

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

Rondônia Manchete
www.rondoniamanchete.com.br