Cacoal: Usuários de droga utilizam prédio abandonado como moradia

abr 12 • Destaque • 1073 Visualizações • Nenhum comentário em Cacoal: Usuários de droga utilizam prédio abandonado como moradia

Desativado há cinco anos, o antigo prédio da Secretaria Municipal de Assistência Social  e Trabalho (Semast) em Cacoal (RO), está em completo abandono. Pedaços da estrutura e do telhado estão pelo chão, misturados a muita sujeira. Para completar, a porta lateral está aberta, deixando o trânsito livre para a entrada de usuários de droga que também utilizam o local como moradia. De acordo com o procurador-geral do município Silvério Oliveira, a prefeitura pretende fazer uma reforma no local.

Dentro do prédio há pedaços de tecido, papelão, vasilhas com resto de comida, litros de vidro e muitas latas de alumínio, comprovam que o prédio abandonado está servindo de moradia.

Vizinha do imóvel, dona Iraci Barbosa, de 69 anos, cota que a estrutura é utilizada por várias pessoas, que fazem do prédio verdadeiras moradias. “Eles usam esse local para bagunça. Da minha casa eu vejo o tempo todo gente entrando e saindo, eles sentam na frente do prédio e ingerem bebidas alcoólicas como se estivessem na frente de suas próprias casas”, relata.

Localizado na Avenida Guaporé, Bairro Jardim Clodoaldo, o prédio não é utilizado desde 2010 e está sob a responsabilidade da Secretaria Municipal de Administração. Na época, a edificação não chegou a ser interditada oficialmente, mas em uma avaliação prévia realizada pelos engenheiros da prefeitura, foram constatados alguns riscos na estrutura, o que motivou na desativação do local.

Ao G1, o procurador-geral do município disse que a prefeitura descarta a possibilidade de demolição do prédio e estuda a possibilidade da realização de uma reforma, porém sem data definida, pois não dispõem de orçamento para isso. “A estrutura do prédio não está totalmente comprometida, o nosso principal risco é o telhado que precisa ser trocado. Mas no momento não temos dinheiro em caixa para a realização dessas melhorias”, afirma o procurador.

Silvério disse ainda que após a reforma do prédio o local poderá servir como a sede para o shopping cidadão, museu, ou ainda ser utilizado para outras repartições públicas. A procuradoria do município informou que a porta lateral do prédio será isolada.

 

Fonte:G1

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »