Diretor do Decom desmente notícias plantadas por elementos demitidos da Assembleia

out 14 • Destaque • 876 Visualizações • Nenhum comentário em Diretor do Decom desmente notícias plantadas por elementos demitidos da Assembleia

Três elementos demitidos (exonerados) da Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia, que ocupavam cargos comissionados, tentam de todas as formas retornarem aos cargos, e neste sentido, utilizam dos meios de comunicação (site, televisão e jornal), para ameaçar, chantagear e pressionar. A ação dos três elementos começou no mês de agosto. Desde então este Diretor (e ainda os Exmos. Srs. Deputados Hermínio Coelho, Maurão de Carvalho e Edson Martins), têm sido o alvo destes marginais.

A ação sórdida dos elementos inicialmente foi através de um canal de televisão, quando ao arrepio das práticas do bom jornalismo, o Exmo. Sr. Deputado Hermínio Coelho foi alvo de ataques, agressões morais, etc. Em seguida foi a vez do Exmo. Sr. Deputado Edson Martins e do Exmo. Sr. Deputado Maurão de Carvalho, através de matérias irreais, plantadas em sites.

Em seguida este Diretor passou também a sofrer ameaças presenciais, e até recados via celular. Como a estratégia não deu certo, então os elementos passaram a se utilizar de um “jornaleco”. Uma conversa informal (não foi entrevista), gravada há dois anos (e guardada desde então com o fito de ser usado posteriormente se necessário como forma de chantagem), foi veiculada num site e posteriormente reproduzida de forma distorcida por esta quadrilha de pilantras do jornalismo.

Em momento algum, este Diretor fez qualquer acusação aos Senhores Deputados Zequinha Araujo e Saulo Moreira, bem como, a nenhum outro parlamentar. O que vem sendo veiculado neste “jornaleco”, visa apenas denegrir, e desgastar este servidor com 35 anos e 10 meses de atividade no Serviço Público. A quadrilha através dos seus veículos de comunicação, pressionam pela exoneração do cargo que atualmente ocupo.

Por derradeiro os pilantras do jornalismo plantam mais inverdades. Agora noticiam de que este servidor ocuparia um cargo pejorativo de “Rei das Diárias”. E ainda mais, foi insinuado de que estaria recebendo diárias sem viajar. Apesar da gravidade dos fatos, os três elementos não formatam a matéria como denúncia, tentando escamotear eventual recurso judicial.

Tenho um passado digno, honrado, e não vou ceder a esta corja de marginais da imprensa. São canalhas travestidos de jornalistas. Porto Velho, 14 de outubro de 2013.

Paulo Ayres de Almeida
Diretor – DECOM/ALE

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »