Rondônia é o 4º Estado em índice de diabetes na Região Norte

nov 16 • Destaque • 812 Visualizações • Nenhum comentário em Rondônia é o 4º Estado em índice de diabetes na Região Norte

Porto Velho – Rondônia: A diabete é doença que já atinge mais de 371 milhões de pessoas em todo o mundo e boa parte de suas vítimas, em torno de 50%, não sabe que tem a doença. Os dados são do Federação Internacional de Diabetes – IDF Diabetes Atlas. Segundo estudos realizados por especialistas, o Brasil é o quarto país com maior número de enfermos, sendo atualmente mais de 13 milhões. E só perde, se é que podemos assim dizer, para a China, a Índia e os Estados Unidos. A diabetes cresce a passos gigantescos. Em 2010 existiam cerca de 285 milhões de pessoas afetadas pela doença, muito mais dos que os 30 milhões de casos registrados em 1985.

Dificilmente a diabetes anda sozinha, em geral, a longo prazo, ela pode causar doenças cardiovasculares, acidentes vasculares cerebrais, lesão da retina provocada pela retinopatia diabética, insuficiência renal e necessidade de diálise e má circulação sanguínea nos membros, o que pode levar a amputação.

E o que leva o homem a sofrer desta que poderíamos chamar de epidemia do século? Especialistas atribuem, na maioria dos casos, aos maus hábitos alimentares do homem moderno, à vida sedentária, que resultam na obesidade entre outros fatores menores. O doutor Luiz Turatti, vice-presidente da Sociedade Brasileirade Diabetes (SBD), diz que manter um peso saudável, praticar atividades físicas e não fumar são as melhores formas tanto de diminuir o risco da doença quanto de evitar o seu agravamento.

Pesquisa realizada em outubro pela SBD demonstra que para o brasileiro basta reduzir o consumo de açúcar para evitar a diabetes. Foram ouvidos 1.106 indivíduos de 18 a 60 anos nas seguintes capitais: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Porto Alegre e Recife. A pesquisa revelou que 72% dos entrevistados entendem que o uso do cigarro seja um fator de risco. Enquanto 28% acreditam que as atividades esportivas colaboram no controle da doença.

Para o endocrinologista da SBD, Luiz Turatti, mudanças de estilo de vida para pessoas com tendência ou com pré-diabetes é o que mais contribui para que não haja progressão da doença.

A IDF há um ano publicava em seu atlas a existência de 371 milhões de pessoas portadoras de diabetes com idade entre 20 e 79 anos. Desse total, ainda segundo a entidade, 50% das pessoas portadoras de diabetes desconheciam a presença da doença.

Mas o que é a diabetes? É uma doença que que se caracteriza por níveis elevados de açúcar no sangue. A diabetes mellitus tem dois tipos, a tipo 1, que em geral acomete crianças, adolescentes, jovens e também em adultos, que se caracteriza principalmente pela não produção ou quantidade insuficiente de insulina no pâncreas . No tipo 1 é necessário a aplicação de doses diárias de insulina para conseguir manter a glicose em níveis normais.

No tipo 2, a insulina, em geral, continua a ser produzida, mas o organismo desenvolve resistência ao hormônio. A mistura de fatores genéticos e pelo estilo de vida são agentes causadores do mal. Em torno de 80 a 90% das pessoas que têm o diabetes tipo 2 são obesas. As vítimas do tipo 2, em geral descobrem a doença após os 40 anos.

Autor: Decom

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »