Soldado da PM é covardemente assassinado a tiro em Campo Novo de Rondônia

jun 27 • Destaque • 272 Visualizações • Nenhum comentário em Soldado da PM é covardemente assassinado a tiro em Campo Novo de Rondônia

O soldado PM Rodinei Alberto Canela, de 35 anos, lotado em Campo Novo de Rondônia, cidade distante 105 km de Ariquemes, foi vítima de homicídio durante a madrugada deste domingo (26). De acordo com as primeiras informações apontam que o militar estava à paisana em um arraial de idosos, acompanhado da esposa, sendo que o suspeito identificado como José Pedro se aproximou e chamou a sua esposa para dançar, a mulher se recusou e a partir de então José Pedro passou a assediá-la, o PM pediu para que o suspeito fosse embora, neste momento o suspeito jogou um copo de bebida no policial e o empurrou iniciando uma discussão. Em ato continuo, gerou-se uma briga, e o policial foi jogado ao chão e agredido covardemente por três infratores que estavam na companhia do agressor, sendo que José Pedro ao ver a arma do policial na região de sua cintura a subtraiu e lhe desferiu um disparo.

Clique e veja: Comando Geral da PM – Nota oficial de pesar sobre a morte do PM Canela

O tiro atingiu a região da cabeça do militar e foi mortal. Ele foi levado ao hospital, mas já estava sem sinais vitais. Os PMs companheiros de serviço chegaram no local imediatamente, e conseguiu reaver o armamento que do PM que foi jogado dentro de um quintal. Pelo menos seis pessoas participaram do ato que levou a morte do PM.

Veja mais: Caçada ao suspeito que matou o PM Canela; Veja foto e se você tiver informação denuncie

Por volta das 4h da manhã deste domingo um dos elementos foi capturado, sendo identificado como Cristiano, este já tem passagem e assina no semi-aberto. O acusado não informou o paradeiro dos outros elementos, que são irmãos, várias Guarnições estão em Campo Novo para prestar apoio e capturar os dois irmãos infratores, sendo que o nome do que desferiu o disparo é Zé Pedro, mais informações a qualquer momento.

Leia: Suspeito de participar de agressões que levou a morte de PM têm antecedente e está preso

Veja também:

*Advogado que acusou PMs de tortura durante detenção em Porto Velho é ex-policial que matou servidor do Ibama a tiros dentro de delegacia
*Representante do MPF defende “liberdade de expressão” que incita violência no interior de Rondônia
Fonte:RONDONIAVIP

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

Rondônia Manchete
www.rondoniamanchete.com.br