Três mortes foram registradas nas rodovias de Rondônia e Acre

dez 26 • Destaque • 1311 Visualizações • Nenhum comentário em Três mortes foram registradas nas rodovias de Rondônia e Acre

O grande esforço conjunto (PRF, Órgãos de Segurança, Imprensa e Sociedade) que vem sendo realizado desde o início de dezembro com a Operação RODOVIDA contribuiu para a redução do número de acidentes e de sua letalidade. Usando números preliminares, compreendendo o período de 20 a 25 de dezembro a PRF registrou redução de 7% no índice de acidentes e a diminuição de 40% nos números de óbitos, registrando uma taxa de 0,03 mortes por milhão de veículos, considerando a frota nacional.

Apesar disso, o balanço de Natal da PRF mostra que muitas famílias não puderam comemorar os últimos dias de 2014, foram 03 mortos e 48 feridos nos 64 acidentes registrados nas rodovias de Rondônia e Acre.

Entre os fatores que podem ser elencados como contribuintes para a redução da gravidade das ocorrências de trânsito atendidas pela PRF estão o esforço na fiscalização, alcançando aproximadamente 4.162 pessoas fiscalizadas, e as ações integradas de fiscalização em diversos pontos ao longa das rodovias. A Operação RODOVIDA é fruto da integração entre a Casa Civil, Ministérios da Justiça, Saúde, Cidades, Transportes e os órgãos estaduais e municipais para reduzir as mortes no trânsito.

Ao considerar os números nacionais, fica claro que ainda não foi desta vez que os condutores se sensibilizaram sobre sua responsabilidade no trânsito. No período, a cada 63 testes de alcoolemia a PRF flagrou um condutor dirigindo sob a influência do álcool, resultando na retirada de circulação de 569 condutores embriagados em todo Brasil.

O excesso de velocidade bem como, a ingestão de bebidas alcoólicas por parte dos motoristas continua sendo uma preocupação para PRF. Sendo assim, a PRF alerta que continuará intensificando a fiscalização com radar e os testes de alcoolemia ao longo de toda a rodovia.

Veja as dicas da PRF para uma viagem segura:

Motoristas

-Antes de viajar o motorista além de observar a documentação, deve revisar seu veículo, verificando as condições dos pneus, suspensão, faróis, lanternas, limpadores de pará brisa e até mesmo os níveis dos fluidos do motor, freios e sistema hidráulico.

-Durante o trajeto o motorista deve dirigir com cautela, com atenção e de forma defensiva, observando e respeitando a sinalização.

-Mantenha sempre uma distância segura do veículo que segue a sua frente.

-Ao direcionar o veículo para um dos lados e na mudança de faixa, use a seta indicativa de direção (sinaleira), para que o motorista que vem na retaguarda saiba qual é a sua intenção.

-Dê passagem quando for solicitado e só use a faixa da esquerda apenas para fazer ultrapassagem.

-Só ultrapasse em locais permitidos e com segurança.

-Não exceda os limites de velocidade.

Não faça uso de bebida alcoólica se for dirigir.

De preferência procure viajar durante o período diurno.

Motociclistas

-Basicamente deve seguir as mesmas regras destinadas aos motoristas. Diferenciam-se apenas pelo uso obrigatório do capacete com viseira ou óculos de proteção propriados, além das vestimentas e calçados adequados.

-O motociclista deve evitar conduzir seu veículo entre as laterais dos veículos em movimento (formando um corredor), de ultrapassar pela direita e acostamento da via, bem como, realizar manobras que ponham em risco a segurança no trânsito.

Tempo chuvoso

-Dirigir com tempo chuvoso requer atenção redobrada.

-Em caso de chuva, a primeira medida que o condutor deve tomar é reduzir a velocidade, em seguida acionar o

-limpador de pará brisas e acender os faróis baixos.

-Evite freios bruscos e aumente mais ainda a distância do veículo que segue a sua frente.

-Diante de chuva forte, pare o veículo fora da rodovia, em locais seguros, que não sejam debaixo de árvores ou rede elétrica.

Crianças no assento traseiro

-Lembrem-se que todos os ocupantes do veículo são obrigados a usar o sinto de segurança.

-Crianças com até 10 anos de idade, são obrigadas a ser transportadas no assento traseiro do veículo, inclusive usando os dispositivos de segurança como bebê conforto, cadeirinha e assento de elevação, de acordo com a idade, tamanho e peso da criança.
Fonte:Assessoria

 

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »