Corinthians empata com Vitória e tem marca pior que em ano do rebaixamento

nov 4 • Esportes • 1094 Visualizações • Nenhum comentário em Corinthians empata com Vitória e tem marca pior que em ano do rebaixamento

Ainda sofrendo dos sintomas da crise que balançou até o técnico Tite, o Corinthians empatou por 1 a 1 om o Vitória, na tarde deste domingo, no Barradão, em Salvador. O resultado fez com que o Corinthians chegasse ao 15º empate em 32 partidas no Brasileirão e superasse negativamente a marca de 14 empates no ano de 2007, no qual o clube foi rebaixado para a Série B. O resultado afastou o Corinthians da briga pelo topo da tabela e da remota chance de classificação para a Copa Libertadores, e também representou um tropeço para o Vitória, que brigava com Cruzeiro e São Paulo pela melhor campanha no returno do nacional.

O Corinthians foi recepcionado com pedras no Barradão. Antes de a bola rolar, o ônibus que levou a delegação do time paulista do hotel para o estádio, em Salvador, foi atingido com objetos atirados por torcedores do vitória – segundo relatos da TV Bandeirantes – e uma das janelas do veículo foi quebrada.

No início da partida, inúmeros erros de passes e poucas alternativas para os dois times. O Corinthians concentrou as jogadas pelo flanco direito, com Edenilson e Romarinho e teve, com a dupla, as primeiras jogadas mais perigosas. Romarinho, alvo de protestos da torcida, tentou as principais investidas ofensivas em jogadas individuais. Enquanto isso, o Vitória tentou contra-ataques com passes longos e movimentação do atacante Dinei entre os zagueiros corintianos.

Em uma das jogadas entre Edenilson e Romarinho, o lateral direito cruzou para Douglas, que teve a primeira oportunidade para abrir o placar, mas desperdiçou. O Vitória respondeu com Ayrton, em cobrança de falta que passou perto do gol de Walter, e sofreu a tréplica na principal chance do primeiro tempo. Romarinho cruzou e a bola bateu em Renao Cajá, que quase marcou gol contra – o goleiro Wilson salvou a equipe.

O gol de Guilherme, para o Corinthians, foi após cobrança de escanteio. Romarinho aproveitou a completa desorganização do Vitória na marcação e ficou livre para cabecear. Wilson salvou, mas Guilherme pegou o rebote e marcou. Pouco tempo depois, no entanto, Juan e Marquinhos fizeram jogada pela direita, o meia cruzou e Dinei finalizou para o gol de Walter.

Durante a partida, o técnico Tite desistiu do improviso de Renato Augusto como centroavante. O meia pouco apareceu e foi facilmente marcado pelos defensores do vitória. Saiu para dar lugar a Danilo, enquanto Alexandre Pato entrou para substituir Romarinho.

Pato apareceu bem e quase desempatou a partida em cabeceio: atingiu o travessão e, no rebote, finalizou e viu o goleiro Wilson fazer grande defesa. Depois de jogada de Emerson Shiek, ainda teve outra oportunidade, mas bateu para fora. Igualmente, o zagueiro Renato Santos também teve a chance de dar o triunfo ao time da casa. Após cobrança de falta, finalizou sozinho, sem marcação, por cima do gol de Walter. O Vitória foi mais perigoso nos minutos finais da partida.

O empate mantém o Corinthians com certo conforto em relação à zona de rebaixamento, mas mantém o time na fase negativa. É o segundo empate desde a traumática eliminação na Copa do Brasil, nas quartas de final contra o Grêmio. O Vitória, com ótima campanha de Ney Franco neste segundo turno, perde a chance de se aproximar do topo da tabela.

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »