Chefão da Fiat confirma produção de Jeep em futura fábrica no Brasil

mar 5 • Geral • 1079 Visualizações • Nenhum comentário em Chefão da Fiat confirma produção de Jeep em futura fábrica no Brasil

O CEO mundial da Fiat e da Chrysler, Sergio Marchionne confirmou que o primeiro automóvel a ser produzido na fábrica de Goiana, Pernambuco, será um modelo da marca Jeep. Segundo a Chrysler, a afirmação foi feita durante entrevista à imprensa italiana no início do Salão de Genebra, nesta terça-feira (4). E o modelo a que Marchionne se refere é jipe compacto Renegade, lançado no evento e que será produzido primeiro na fábrica italiana da Fiat em Melfi.

 

O presidente afirmou que esta mesma plataforma será produzida em Pernambuco e também transferida à China. A produção no Brasil começa em 2015, quando a fábrica será inaugurada, e na China, em 2016.

Até então não havia nenhuma confirmação oficial de que modelos seriam produzidos em PE. A Fiat afirmou, no ano passado, que só lançaria carros novos no Brasil quando concluísse a construção dessa planta. E também que o local abrigariaduas plataformas, que podem servir de base para diversos carros, um recurso bastante usado atualmente pelas montadoras.

Por exemplo, ma Fiat, a atual plataforma do Palio dá origem a uma família que tem, além do hatch, a perua Palio Weekend, a picape Strada e o sedã Siena EL.

Além dos carros, serão produzidos motores em Goiana. No comunicado em que dá os detalhes sobre o Renegade, a Chrysler informa que os motores e transmissão do carro serão feitos no Brasil, além dos Estados Unidos e da Itália.

16 opções de motorização
O Jeep Renagade marca a entrada da marca no segmento dos SUV compactos. Segundo a Chrysler, o modelo global poderá ser equipado com 16 opções de motorização e será o primeiro da categoria com transmissão automática de 9 marchas.

 

Haverá opções com a tecnologia MultiAir a gasolina, já disponível no Fiat 500,  e duas a diesel com o bloco MultiJet II. No Brasil, deverá ser produzido um motor flex.

A montadora promete ainda itens que até então só eram oferecidos em modelos premium. Um dos detalhes é o teto com duas “janelas”: assim como no Jeep Wrangler, há duas partes que podem ser removidas e guardadas no porta-malas.

Em busca de recuperação
A norte-americana Chrysler é dona da marca Jeep e foi comparada recentemente pela Fiat. Segundo Marchionne, o grupo trabalha em diversos projetos de expansão e o sucesso da estratégia depende da capacidade de obter sinergias entre as marcas Fiat e Chrysler e suas estruturas de produção.

“Acredito que, por volta de 2017, que será o primeiro ano de produção na planta de Pernambuco, voltaremos a ter uma margem de dois dígitos no Brasil”, afirmou Marchionne em Genebra, segundo a agência Reuters. Ele não explicou se essa margem se refere a lucro ou vendas.

Com a crise europeia, a Fiat se volta a outros mercados, especialmente ao Brasil e aos Estados Unidos, com a Chrysler. O Brasil costumava responder por um quinto do lucro da montadora, destaca a Reuters. No ano passado, no entanto, essa participação caiu. Diante disso, a Fiat anunciou, em janeiro passado, um corte em suas estimativas de lucro para 2014.

No total, as vendas do grupo na região da América Latina caíram 3% em 2013, para 950 mil unidades. O lucro recuou de 1,056 bilhão de euros para 619 milhões. Apenas no quarto trimestre, as vendas da Fiat no Brasil caíram 18% sobre um ano antes, para 188 mil unidades.

 

Fonte: g1.globo.com

jeep jeep01 jeep02 jeep04

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »