Frigoríficos de Rondônia exportam carne para Cuba

maio 18 • Geral • 824 Visualizações • Nenhum comentário em Frigoríficos de Rondônia exportam carne para Cuba

Frigoríficos de Rondônia exportam carne para Cuba

“Se esses programas não funcionam bem, o Estado fica impossibilitado de vender até para os Estados vizinhos”, disse.

Frigoríficos de Rondônia exportam carne para Cuba

Para avaliar as condições higiênico-sanitárias dos frigoríficos de Rondônia, que pretendem exportar carne bovina para Cuba, uma missão daquele País está realizando, desta sexta até a próxima terça-feira (16 a 20), inspeção em quatro dos 16 estabelecimentos em atividade no Estado, que em 2013 abateram 2,319 milhões de bovinos, exportando 12,3 mil toneladas de miúdos e 205,3 mil toneladas de carne para 28 países.

Para o fiscal federal, considerando que Rondônia é hoje o 5º maior exportador de carne do País, a participação do governo do Estado nesse processo é de fundamental importância por ser responsável, através da Agência de Defesa Sanitária Agroilvopastoril (Idaron), pela execução dos programas de defesa sanitária, como vacinação contra a febre aftosa, controle da tuberculose e brucelose e dos procedimentos de prevenção à encefalopatia espongiforme bovina (BSE), conhecida como “doença da vaca louca”.Conforme Alfério Boettcher, fiscal federal agropecuário da Superintendência do Ministério da Agricultura (Mapa) em Rondônia, a missão tem à frente a inspetora Lourdes Del Carbonell, que dentro de 30 dias deverá emitir parecer quanto às habilitações dos frigoríficos visitados em Abunã, distrito de Porto Velho; e nos municípios de Jaru, Ji-Paraná e Rolim de Moura, além dos Estados do Tocantins e Mato Grosso.

“Se esses programas não funcionam bem, o Estado fica impossibilitado de vender até para os Estados vizinhos”, disse.

Alfério Boettcher explicou que a avaliação é realizada com base no Serviço de Inspeção Federal (SIF), que credencia os estabelecimentos para comercializar carne ou outros produtos em todo o Brasil. Depois desse processo, caso haja interesse para exportação, os proprietários solicitam a habilitação à Associação Brasileira de Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec) que, por sua vez, encaminha a proposta ao Mapa, que intermedia a inspeção junto aos países.

Ainda segundo o fiscal do Mapa em Rondônia, entre os países que mais consomem bovinos do Estado estão o Egito, que em 2013 adquiriu 94,8 mil toneladas, entre carne e miúdos; Hong Kong, 55,4 mil toneladas, também entre carne e miúdos; Venezuela, 37,2 mil toneladas só de carne; e Rússia, 16,1 mil toneladas, também só de carne.

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »