Gato é ‘trancado’ em parapeito de janela no 8º andar em Brasília

jun 27 • Geral • 196 Visualizações • Nenhum comentário em Gato é ‘trancado’ em parapeito de janela no 8º andar em Brasília

Um gato ficou “trancado” do lado de fora do oitavo andar de um prédio, entre a janela e a tela de proteção do apartamento, por mais de 30 minutos na tarde deste domingo (26) em Brasília. O caso ganhou repercussão após uma microempresária pedir ajuda em redes sociais para resgatá-lo. Ela e uma protetora da causa animal foram ao Privilege Residence, em Águas Claras, para falar com o porteiro. Por telefone, a administração do condomínio disse que o síndico conversou com os donos do animal e vai adotar os procedimentos cabíveis, mas não soube explicar quais serão as medidas.

O incidente aconteceu por volta de 17h30, na Boulevard Norte com a rua 36 Norte. A microempresária, que preferiu não se identificar, conta que notou o animal quando foi ao quarto. A mulher afirma que o gato batia as patinhas no vidro e que era possível ver que havia gente em casa, porque a televisão estava ligada e uma pessoa se mexia perto da janela, “como se estivesse sentada em um sofá”.

“Foi aí que fui ficando com dó, ele parecia implorar para entrar, andando para frente e voltando ‘de ré’, pois o espeço era bem pequeno. Na janela tinha grade de proteção, então ele estava preso entre a janela e a tela de proteção. Sei que ele provavelmente não cairia, mas, poxa, um frio, e ele ‘pedindo’ tanto para entrar”, afirma. “Meu filho gritou ‘olha o gatinho, abre a janela’. Vimos a pessoa gesticulando, mas não sei se era para nós ou para alguém na casa.”

A mulher conta ter esperado meia-hora e então decidido ir à portaria do prédio pedir ajuda. A funcionária que estava no local teria ligado em dois apartamentos, e os donos informaram não ter gatos. Depois, disse que não havia como localizar os responsáveis. Pouco depois, outro funcionário afirmou que a tela evitaria que o animal caísse.

A protetora de animais Gabriela Matos esteve pouco depois no prédio e diz que ouviu do porteiro que, aparentemente, não havia mais ninguém no apartamento e que o gato já havia sido retirado do local. O caso foi registrado no livro de ocorrências. Ela conta que pretende voltar ao local para conversar com os responsáveis pelo bicho e entender o que aconteceu.

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

Rondônia Manchete
www.rondoniamanchete.com.br