Monte Negro: Prefeito,vice e vereadores são diplomados

dez 11 • Geral • 556 Visualizações • Nenhum comentário em Monte Negro: Prefeito,vice e vereadores são diplomados

Na tarde da sexta-feira (09), na sede da Câmara de Vereadores, o prefeito eleito de Monte Negro, Evandro Marques (DEM), e a vice, Micele Albano (SD) foram diplomados pela eleição em outubro deste ano. Também foram diplomados os vereadores e suplentes.
Na cerimônia, o Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia (TRE) foi representado pela juíza Márcia Cristina Masioli e o chefe de cartório, Marcilio Faccin, e demais servidores da Justiça Eleitoral.

Clique aqui e veja dezenas de fotos deste evento

O Ministério Público Eleitoral também esteve presente através da promotora Priscila Matzenbacher Tibes Machado, além de outras autoridades presentes, como o atual prefeito de Monte Negro, Júnior Miotto (PP), que deixa o cargo em 31 de dezembro, e o deputado estadual Adelino Follador (DEM).

A juíza Márcia Cristina Masioli abriu o evento agradecendo a todos os presentes, especialmente, aos políticos recém-diplomados, onde ela comparou o documento com a certidão de nascimento dos cidadãos, cujas responsabilidades jurídicas e políticas crescem de importância a partir daquele momento. “A Justiça Eleitoral, nós da 25ª Zona Eleitoral, nos sentimos honrados com a presença de todos os senhores, as autoridades que compõem a mesa. Agradeço os candidatos que aqui estão, para realizar o primeiro ato político de vocês, que é a diplomação. Agradeço aos familiares, a imprensa e todos aqueles que vieram aqui nos prestigiar. Esse ato de diplomação é o primeiro ato que os senhores eleitos realizarão na carreira política dos senhores nos próximos quatro anos. A diplomação é para o candidato o que a certidão de nascimento é para a pessoa que nasce: ela somente passa a existir com a certidão de nascimento, e os senhores eleitos, passam a partir do momento da diplomação, mudam de candidatos a serem realmente políticos eleitos. Até agora os senhores são apenas candidatos e com o recebimento do diploma os senhores vão passar a ser prefeito, vice-prefeito e vereadores. Então muda completamente a natureza jurídica daquilo que os senhores vão representar a partir de agora. E com o nascimento desse cargo, que nasce agora com a entrega desse diploma, nascem também direitos e obrigações, e nós da Justiça Eleitoral queremos parabenizar os senhores que foram eleitos pelo voto democrático da população de Monte Negro”, apontou a magistrada.

Outro ponto bastante destacado pela titular da 25ª Zona Eleitoral foram as responsabilidades que muitos vão assumir a partir de agora como prefeito, vice-prefeita e vereadores de Monte Negro, onde também devem honrar os votos daqueles que acreditaram e confiaram nas propostas apresentadas durante a campanha eleitoral. “Queremos ao mesmo tempo alertá-los para a responsabilidade do cargo que os senhores vão exercer: Monte Negro é um município pequeno, mas é um município muito importante para a economia local, para Rondônia, e muitas famílias nobres que aqui trabalham, que dão seu sangue para essa terra e querem receber dos senhores a mesma ética que eles acreditam que os senhores têm. Todos aqui tiveram os mesmos direitos e as mesmas garantias. Muitos candidatos sofreram impugnações, dos cargos de prefeito, vice, todos foram impugnados. Todos, portanto, tiveram os mesmos direitos de impugnar, recorrer, participar, e serem apreciados pelos eleitores, e o eleitor decidiu aquele que achou que é melhor, e compete à nós todos, respeitarmos a decisão dos eleitores – mas – ao mesmo tempo, repito: a Justiça Eleitoral tem o dever de orientar os senhores, e com essa diplomação surgem agora também não só os direitos de ocupar o cargo, mas as obrigações de ocuparem com ética e transparência”.

Márcia Cristina Masioli também alertou os políticos que vão ocupar em breve diversos cargos públicos, onde apontou que a população e os órgãos de fiscalização estão mais atentos, onde os cidadãos podem fazer diversas cobranças e denúncias por diversas ferramentas. “Para finalizar, eu quero lembrá-los que nós vivemos um ano político muito delicado. Todas as instituições, inclusive o poder Judiciário, estão sofrendo muitas acusações, muitas delas até merecidas. Então todas as coisas estão vindo à tona e o eleitor hoje está realmente exercitando a sua cidadania. O cidadão está muito mais atento. Ele está fotografando, filmando, denunciando. Está indo atrás daquilo que eles está vendo que não está certo. Então, fiquem alertas, fiquem atentos, porquê é tempo de vivermos a verdade, a verdade de ser ético. Porquê quem não é ético, está com seus dias contados. Nós temos aí hoje o Ministério Público, que é muito atuante na nossa região, felizmente. Nós temos aí os opositores dos senhores, nós temos os eleitores, temos as instituições que estão de olhos no que os senhores estão fazendo daqui em diante. Não só por isso: principalmente porquê é dever de todos nós que ocupamos cargo exercê-lo com bastante ética e responsabilidade. Então, eu desejo que os senhores e as senhoras eleitas, que os senhores possam exercer esse cargo com muita ética, com muita responsabilidade, com muito zelo, porque Rondônia merece e Monte Negro também”.

A promotora de Justiça e responsável pelo Ministério Público Eleitoral, Priscila Matzenbacher Tibes Machado, fez um apelo, onde pediu para os políticos recém-diplomados parem de pensar um pouco nos próprios interesses e vejam com mais carinho os anseios da população mais carente. “Esse é um dia especial para a democracia. Democracia brasileira que está passando por um processo bastante delicado, e por isso mesmo a mensagem que eu quero deixar aqui para vocês é que lutem pela democracia, que esse exercício que vocês já têm feito de se candidatarem e de conseguir sentar nessas cadeiras hoje aqui representativas do poder político Executivo e Legislativo, que vocês pensem realmente na democracia. Me desculpem o termo, mas que o próprio umbigo se esvazie, fique invisível, que os interesses pessoais sejam esvaziados igualmente, e de repente algum interesse numa classe específica agora também seja diluído para o interesse de todos e muito especialmente para que os mais necessitados sejam vistos, para que as pessoas com deficiência tenham um lugar especial na pauta de vocês, assim como a lei determina prioridade absoluta, as crianças, os adolescentes, as pessoas idosas. Eles tem que ser vistos, tem que ser colocados na pauta prioritária”.

Outra área bastante destacada pela promotora foram os problemas da saúde em Monte Negro, onde o prefeito, vice e vereadores deveriam fazer um amplo debate e colocá-la como prioridade máxima, diante da crise financeira vivida pelos pequenos municípios. “A questão da saúde que em Monte Negro está bastante deficiente, eu sou promotora da saúde e bem conheço aqui. Precisamos realmente como meta prioritária, sentar e conversar a pasta da saúde, de maneira que as pessoas sejam atendidas. Muito especialmente que com a aprovação da PEC 55, me parece ser aprovada, nós teremos aí 20 anos de congelamento de gastos, até por isso, vocês estão entrando em algo muito perigoso! Vocês estão assumindo um compromisso bastante perigoso. O prefeito e vice têm a chave do cofre na mão, mas esse cofre está ficando cada vez mais pobre. Do outro lado, como a doutora Márcia já colocou: nós temos instituições que fiscalizam e que estão em cima, as vezes até sendo mal compreendidas, o Ministério Público só faz o seu trabalho! E nosso trabalho é realmente fiscalizar e cobrar. Nós somos o papel do próprio povo de perto. Que a Câmara não seja submissa ao prefeito, que ela exerça o papel de fiscalização do plano de governo. Que a Câmara e o prefeito também permitam que os conselhos de direitos tenham espaço aqui dentro. Os conselhos de direitos sejam de qual esfera for, eles são na verdade a grande força de vocês, e quando vocês conseguem que as ações sejam aprovadas no conselho, vocês têm o aval direto da sociedade, e isso só vem fortalecer o trabalho e vem trazer mais transparência às ações realizadas. A comemoração foi lá no dia da eleição, a partir de agora é trabalho efetivo mesmo”.

Por fim, o prefeito eleito de Monte Negro, Evandro Marques (DEM), pediu o apoio dos órgãos de fiscalização para fazer uma gestão correta dos recursos públicos. “Sempre que puder, quero contar com o apoio das doutoras que estão aqui. Sabemos bem que o Ministério Público e o Tribunal de Contas são o pai e a mãe dos recursos públicos, que sempre zelam pelos seus filhos. Sempre vou procurar os conselhos de vocês antes de tomar as decisões. Como a doutora nos falou: acabou a festa no dia 03 de outubro. Agora, o trabalho é árduo e deve ser feito com responsabilidade, onde precisaremos de todos para fazer um trabalho digno pelo município”, encerrou ele.

Veja os nomes dos vereadores eleitos por coligação;

UNIDOS PARA RECONSTRUIR MONTE NEGRO;
* Professora Marineide (PMDB)
* Raildo Bonfim (PMDB)
* Benedito Monteiro – Jacaré (PMDB)
* Elias da 35 (PMDB)
* Pedro Cabeleireiro (PSDC)

UNIDOS POR MONTE NEGRO;
* Joel Venutti (PSC)
* Hélio Verdureiro (PP)

MONTE NEGRO PARA TODOS
* Batoré (DEM)
* Marcão da 25 (Solidariedade)

Nomes dos vereadores suplentes por coligação;

UNIDOS PARA RECONSTRUIR MONTE NEGRO;
* Manoel Batista de Oliveira (PSDC)
* Denivaldo Mendonça (PMDB)

UNIDOS POR MONTE NEGRO;
* Terezinha Fátima (PSC)

MONTE NEGRO PARA TODOS
* Max de Oliveira (SD)

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »