Rio Crespo: Secretária de Saúde realiza força tarefa no combate ao mosquito Aedes Aegypti

fev 4 • Geral, Saúde • 473 Visualizações • Nenhum comentário em Rio Crespo: Secretária de Saúde realiza força tarefa no combate ao mosquito Aedes Aegypti

A prefeitura de Rio Crespo em parceria com a Secretária municipal de saúde,deram inicio a força tarefa em combate ao mosquito Aedes- Aegypti, o principal causador das doenças Zica vírus, dengue, chikungunya e a febre amarela.

Todo o trabalho realizado, é feito pelos Agentes Comunitários de Saúde, (ACS) que dedicam de forma significativa para a melhoria da saúde da população, orientando  de forma bem esclarecida sobre o agente transmissor, as doenças transmitidas,e as formas de evitar e eliminar os locais que possam oferecer riscos para a formação de criadouros do mosquito.

Evitar águas paradas em recipientes fechados como vasos de plantas e xaxins dentro e fora de casa.

Lixeiras dentro e fora de casa.

Plantas que podem acumular água.

Garrafas pets, copos descartáveis e garrafas de vidros.

Toneis e caixas d’água, vasos sanitários e outros.

Os agentes vistoriaram minuciosamente os quintais, e cômodos das residências para possível identificação de existência de larvas ou mosquito, bem como orientação de como eliminar os agentes causadores da doença.
De acordo o funcionário da Funasa , e o Agente e coordenador de endemias; , o procedimento se dar o nome de “LIA” Levantamento de índice de Amostra, orientado pelo Ministério da Saúde que se faça a cada 4 meses em municípios com menos de 3 mil residências.

Os funcionários da Funasa  destacou o empenho do secretario de saúde, e do executivo municipal que ambos  não mediram  esforços para a realização do trabalho, colocando a disposição no que for preciso.

“Não posso esquecer das demais Secretárias pelo apoio, dentre elas a de Obras e Urbanismo que contribuem com a limpeza, e a Secretária de Educação pelas palestras de conscientização aos alunos sobre as doenças causadas pelo mosquito” disse o coordenador da campanha.

O trabalho é realizado por quarteirão, onde é coletado varias amostras que vai especificar o índice do mosquito Aedes Aegypti, ressaltando que  além dos procedimentos de rotina, também é feito em mais 4 etapas durante o ano.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação da PMRC

 

 

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

Rondônia Manchete
www.rondoniamanchete.com.br