TRE chama a imprensa e autoridades para mostrar prédios após enchente

maio 27 • Geral • 1345 Visualizações • Nenhum comentário em TRE chama a imprensa e autoridades para mostrar prédios após enchente

TRE chama a imprensa e autoridades para mostrar prédios após enchente

A situação das instalações prediais do Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia (TRE-RO), do Fórum Eleitoral onde se concentra as setes zonas eleitorais da capital, o almoxarifado e estacionamento que passaram cerca de 3 meses submersos pelas águas da enchente do Madeira será mostrada a sociedade nesta quarta-feira pela manhã. O presidente do TRE, desembargador Moreira Chagas fará uma coletiva de imprensa, a partir das 9 horas, para demonstrar com transparência como pretende conduzir a questão da recuperação ou não e o retorno da Corte Eleitoral para o local ou buscar alternativas às instalações definitivas do TRE.

Para o encontro, a administração do TRE-RO convidou autoridades dos três poderes, prefeito e o comandante da Defesa Civil Municipal e os representantes dos partidos políticos.

Nesse sentido, a administração do TRE trabalha com vários cenários e vem buscando viabilizar aquele que represente maior economicidade e celeridade para a volta do funcionamento do Tribunal em suas instalações próprias. No momento, o TRE funciona provisoriamente em instalações requeridas ao Governo do Estado no Centro Político Administrativo (CPA). “Infelizmente, sabemos do incômodo de funcionar em prédio emprestado pelo Governo, mas não nos resta alternativa neste momento de preparativos para o pleito eleitoral desse ano”, afirma o desembargador Moreira Chagas.

Ao explicar a situação em que se encontra o prédio do TRE, o presidente da Corte Eleitoral lembra que, por uma visão de previsibilidade foi possível fazer a retirada de pessoal e de equipamentos antes que a enchente não permitisse mais essa iniciativa. “O cenário que temos agora é de um prédio cujas bases ficaram cerca de 90 dias submersa e que não sabemos se há segurança para retornar com nosso pessoal e equipamento. Antes, precisamos fazer uma pericia para saber se temos pelo menos a segurança necessária, já que foram destruídas algumas paredes, danificada toda a nossa rede de cabeamento lógico, a rede elétrica, os elevadores, instalações sanitárias e, algumas paredes, apresentam rachaduras”, reitera o presidente do TRE-RO.

Numa avaliação primária, calcula-se que uma reforma nas instalações do TRE demoraria pelo menos seis meses, o que inviabilizaria o retorno das atividades para o local ainda este ano.

O presidente do TRE já levou o assunto ao conhecimento do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Dias Tóffoli, e busca, a partir de Brasília e com o apoio do TSE, uma saída para o impasse provocado por uma das maiores enchentes da história do rio Madeira. “Não sabemos sequer se é viável a recuperação do prédio, posto que não temos informações sobre a possibilidade de novas enchentes, já que essa foi a primeira do pós-construção das usinas”, observa o desembargador.

No encontro desta quarta-feira com a imprensa, a administração do TRE-RO recepcionará os convidados e jornalistas na sede do Tribunal de Justiça, à Rua José Camacho, onde será apresentado um vídeo de 3 minutos e meio e, em seguida, segue para o prédio do TRE, à rua José de Alencar, onde será concedida a entrevista coletiva.

Fonte: Assessoria

Autor: Assessoria

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »