Três irmãos morrem eletrocutados no interior de Santa Catarina

nov 7 • Destaque, Geral • 1236 Visualizações • Nenhum comentário em Três irmãos morrem eletrocutados no interior de Santa Catarina

Três irmãos morreram eletrocutados na noite de quarta-feira (6), em Petrolândia, na região do Vale do Itajaí. Igor Medeiros, de 4 anos, Vinícius, 6, e Schaiani, 14, estavam nas proximidades da casa da família, quando encostaram em uma cerca eletrificada por um fio desencapado, de acordo com informações do portal G1.

Jorge Mancila, bombeiro que atendeu a ocorrência, contou que Marcelo, o pai das crianças, relatou que o fio que causou o acidente corria paralelo aos arames da cerca, para fornecer energia para a bomba de um poço artesiano e era separado apenas por uma ripa de madeira. A divisória cedeu e um pedaço do fio, com cerca de dois centímetros desencapado encostou no metal. De acordo com as estimativas do Corpo de Bombeiros, uma tensão de a energia de 220 volts se espalhou para toda a grade.

A principal hipótese é de que o irmão mais novo, Igor, de 4 anos, tenha ido buscar uma bola, perto da cerca e tenha encostado no fio de metal. Vinícius, de 6 anos, teria tentado socorrê-lo, mas também foi eletrocutado. O mesmo teria ocorrido com a irmã mais velha, Schaiani, 14. Os três morreram no local e os corpos foram encontrados a cerca de 20 metros de onde o fio desencapado estava: os meninos estavam de um lado da cerca e o da menina, do outro.

As crianças foram encontradas a cerca de 20 metros do local onde o fio desencapado encostou na cerca. O lugar ficava aa menos de 6 metros da casa da família e a primeira a encontrar as crianças sem vida foi a avó materna, por volta das 18h. Abalada, chamou o marido e depois os pais dos menores, que levaram os três para dentro da casa. Os bombeiros de Ituporanga, município vizinho, chegaram à casa da família, na localidade de Pinhal, às 18h58 e tentaram realizar o procedimento de reanimação cardíaca, sem sucesso. Em seguida, foram acionadas as Polícias Civil e Militar e também o Instituto Médico Legal (IML).

Os corpos foram liberados às 3h30 desta quinta-feira (07) do IML de Rio do Sul e encaminhados para a Igreja Evangélica da comunidade de Rio Antinha, onde aconteceu, durante toda manhã. O enterro será está previsto para as 17h no cemitério da cidade e a família, ainda muito abalada, preferiu não se pronunciar sobre o caso.

“Relapso culposo”

Segundo o G1, as Polícias Civil de Petrolândia e de Ituporanga ficarão responsáveis pela investigação do caso. O delegado Paulo Cesar França afirmou que a partir desta sexta (08) começarão a ser ouvidos vizinhos e familiares das crianças. Uma perícia inicial foi feita na noite de quinta no sítio da família.

“Há uma situação de relapso culposo, pela família não ter o conhecimento do fio desencapado sobre a cerca e o perigo que poderia causar”, relatou França. Segundo ele, a parte desencapada do fio já possuia remendos de fita isolante. Entretanto o delegado não acredita que os pais possam ser indiciados neste primeiro momento.

Cidade de luto

Áurea Longen, primeira dama do Petrolândia, confirmou que o prefeito do município, Joel Longen, decretou luto simbólico na cidade nesta sexta-feira. As aulas no Centro de Educação Infantil Pingo de Gente, onde os dois meninos estudavam, e na Escola Estadual Hermes Fontes, onde a adolescente estudava, foram canceladas e retornam na segunda (10).

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »