ACRE – Alegando estar “endemoniado”, acusado de bater em mulher usando um terçado se entrega à policia

maio 23 • Notícias • 1975 Visualizações • Nenhum comentário em ACRE – Alegando estar “endemoniado”, acusado de bater em mulher usando um terçado se entrega à policia

 

Cidelmar, o LImão

Cidelmar, o Limão

 

 

Emerson Ferreira Araújo, 31 anos, vulgo “Macumbeiro” e Cidelmar da Silva Gama, 30 anos, vulgo “Limão”, se entregaram na tarde desta quinta-feira, 22, na Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher (DEAM), no Segundo Distrito de Rio Branco. Ambos são acusados de agredir Vanessa de Souza Matos, 19 anos, a golpes de terçado e divulgar o vídeo da tortura na internet.  De acordo com o conteúdo divulgado nas redes sociais, a vitima teria traído Cidelmar com um outro homem chamado Alex.

 

Ainda de acordo com as investigações, o crime teria acontecido do dia 10 a 13 de maio, num cativeiro localizado no bairro Calafate.   A delegada responsável pela investigação do caso, Juliana Diangelis, afirmou que Vanessa foi mantida em cativeiro durante três dias, sofrendo agressões, ameaças e tortura psicológica de Cildemar, seu namorado.

 

Notícia publicada em 21/05/2014 – 12:10:04  –  No AC, homem filma surra em namorada e vídeo cai na web

 

Segundo informações colhidas no depoimento de Vanessa, ela não traiu seu namorado, mas foi forçada a confessar o ato por causa das agressões de “Limão}” e seu comparsa “Macumbeiro”.

 

Ao se entregar na Delegacia, Cildemar afirmou que estava “endemoniado” e que depois de conversar com um pastor, antes de se entregar,  se arrependeu do crime, dizendo que “está na igreja e também arrependido”.

 

Já Emerson Ferreira, o Macumbeiro, responsável por gravar o vídeo, disse que não sabe como a gravação foi parar na internet.

 

Emerson, o Macumbeiro

Emerson Ferreira, o Macumbeiro

 

Ambos serão ouvidos pela delegada do Caso e na sexta-feira, 23, serão encaminhados a Penitenciária Francisco D’Oliveira Conde, em Rio Branco.

 

Segundo a delegada, a dupla responderá pelo crime de lesão corporal, cárcere privado e ameaça. Se condenados, os dois poderão pegar até 06 anos de reclusão.

 

 

Matéria:AC24h

 

 

 

Publicidade

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »