ARIQUEMES: NOVAS INFORMAÇÕES SOBRE CASO SIVAL – Menor suspeito de participar do latrocínio se apresentou na Delegacia

nov 26 • Notícias • 1110 Visualizações • Nenhum comentário em ARIQUEMES: NOVAS INFORMAÇÕES SOBRE CASO SIVAL – Menor suspeito de participar do latrocínio se apresentou na Delegacia

Se apresentou às 14:15h desta terça-feira, (26/11) na Delegacia de Polícia o menor de 17 anos, suspeito de ter participado do crime de Latrocínio que teve como vítima o Policial Militar Cabo Sival. Assim que chegou na Delegacia de Polícia acompanhado de sua mãe o menor infrator  já foi encaminhado par a sala do Delegado de Polícia Dr. Ricardo Rodrigues onde foi ouvido. Informações dão conta que mais quatro Delegados de Polícia acabaram de chegar na DP.

Entenda o caso:

Segundo Boletim de Ocorrência nº 3361/13 registrado na Delegacia de Repressão aos Crimes Contra o Patrimônio, informa que por volta das 12h20min de segunda-feira, (25/11), a vítima I.D.C. de 60 anos, estava em sua residência localizada na Rua Marabá, no Bairro Jardim Jorge Teixeira em Ariquemes, quando foi surpreendida por dois elementos que portavam armas de fogo e anunciaram o roubo. A todo o momento os bandidos pediam as chaves de uma motocicleta que estava estacionada na garagem da residência, sendo que o Cabo da Polícia Militar Sival Marques Ferreira, de 51 anos, saiu do interior da residência e ao ser reconhecido pelos elementos como sendo um policial, iniciou uma troca de tiros, momento em que a arma de fogo tipo pistola da marca Taurus, modelo PT-100 “mascou”, fazendo com que o Policial voltasse para o interior da residência. Os indivíduos perseguiram a vítima e o executaram com três disparos de arma de fogo tipo revólver na sala de sua casa. Um projétil atingiu o PM no tórax lado esquerdo, outro acertou o braço esquerdo na altura do bíceps e o outro atingiu um dos dedos da mão direita. Na sequência os marginais se evadiram do local pulando o muro lateral da residência. A esposa da vítima I.D.C. de 60 anos, acionou a Central de Operações (C.O.) do 7º BPM pelo telefone de emergência 190. Quando os Policiais Militares: Ivon, Bruno e P. Castro chegaram ao endereço, localizaram manchas de sangue no muro e passaram a seguir as manchas, que iam para em direção a um terreno baldio e na direção de outro muro, onde a dupla pulou para dentro do condomínio Tropical I. Várias equipes da Polícia Militar e da Polícia Civil cercaram a localidade e quando entraram pelo portão, foram recebidos a tiros pelo infrator Dionel Teles de Oliveira, de 27 anos. Os Policiais revidaram os disparos e atingiram o elemento que estava com uma arma de fogo tipo revólver calibre 38 mm com oito tiros de diversos calibres. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) esteve no local, mas nada pode fazer, uma vez que vítima e infrator já estavam sem vida. Uma moradora do condomínio disse aos Policiais que viu Dionel pulando o muro com a camisa ensanguentada, em seguida ela e seu marido foram rendidos e levados para dentro de um dos apartamentos, onde o elemento pediu uma muda de roupa e ligou para sua irmã que é Conselheira Tutelar, que foi ao local conversar com seu irmão, Dionel. Quando o elemento mandou o refém ir conversar com a sua irmã, a Polícia invadiu o conjunto e teve início uma nova troca de tiros, onde Dionel foi atingido e morreu no local. O circuito de filmagens da portaria do condomínio mostra o comparsa de Dionel, um menor infrator de 17 anos, correndo e pulando o muro para dentro do cemitério. A partir daí a Central de Operações recebeu várias denúncias de diversos pontos da cidade, através do telefone de emergência 190, informando que um indivíduo ensanguentado havia sido visto. A Polícia foi informada por denúncia anônima que havia um terceiro elemento na ação dos criminosos. O advogado deste terceiro suspeito ligou para a Tenente Vanilse comunicando que o mesmo queria de apresentar. Todo o efetivo da Polícia Militar ainda está em alerta em busca do terceiro elemento que ainda não foi capturado.

Ariquemes190.com.br

 

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »