BR-429, que está em obras, fica alagada após chuva forte em RO

mar 20 • Notícias • 1649 Visualizações • Nenhum comentário em BR-429, que está em obras, fica alagada após chuva forte em RO

Moradores de São Miguel do Guaporé (RO) reclamam da situação da BR-429, rodovia que corta a cidade e está em obra para receber pavimentação asfáltica. Nesta época do ano, em que as chuvas estão intensas e em grande volume, as condições da via ficam mais complicadas. Na terça-feira (18), após uma chuva forte que caiu sobre a região, a rodovia ficou alagada e dificultou o tráfego no local. Para empresários, a situação é lamentável.

Jane Maria Pereira é proprietária de um posto de combustíveis próximo à rodovia. Segundo ela, os motoristas temem em passar pela região. “Tem muitos buracos, então é perigoso. Se ainda não puderam terminar o asfalto, podiam pelo menos deixar a rodovia transitável”, reclama a empresária.

Segundo o prefeito Zenildo Pereira dos Santos, por se tratar de uma rodovia federal, a obra é de competência do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), mas devido a situação da BR-429, a prefeitura fez o patrolamento nos locais mais afetados. “Nós não podemos fazer nenhum reparo no local, mas pedimos autorização e fizemos o patrolamento para tentar amenizar um pouco”, explica. Pereira afirma que, mesmo após o reparo, na manhã desta quarta-feira (19) duas carretas atolaram na rodovia. “Antes era a água e muito buraco, mas agora os carros não conseguem passar sem atolar. Jogaram terra nos buracos, mas essa terra não foi socada, então não teve uma melhora“, avalia o prefeito.

O engenheiro do Dnit responsável pela obra, Felix Júnior, explica que o alagamento na rodovia é causado por um córrego que passa próximo à BR-429 e não por irregularidades na obra ou na rodovia. De acordo com Félix, não há muito a fazer nessa situação e o problema só será resolvido após a conclusão da obra.

“Essa BR já era para ter sido asfaltada. Quando chove, ninguém passa. E quem tenta passar, é complicado”, diz Afrânio Cardoso de Oliveira, proprietário de uma empresa às margens da rodovia.

Ao G1, o engenheiro do Dnit explicou que a obra está em andamento, mesmo durante a época de chuva, mas houve uma desaceleração das atividades. A estimativa é de que a pavimentação seja concluída ainda neste ano.

 

Fonte:G1

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »