Eletrobras desloca Subestação Móvel para Ariquemes e restabelece energia na região

nov 6 • Notícias • 2026 Visualizações • Nenhum comentário em Eletrobras desloca Subestação Móvel para Ariquemes e restabelece energia na região

A Eletrobras Distribuição Rondônia informa aos moradores de Ariquemes e região que a empresa deslocou a Subestação móvel para a cidade e, após a equipe técnica conectá-la na Subestação Ariquemes I, a partir das 13h de hoje (6), a energia elétrica foi restabelecida em todas as áreas atingidas.

A subestação móvel é utilizada quando há necessidade de manter a energia elétrica no sistema de distribuição e na transformação de tensão, evitando o desligamento do sistema durante as manutenções de alguma subestação. A facilidade de locomoção do equipamento também permite que a Distribuidora obtenha uma grande melhora logística no planejamento das manutenções.

Trata-se de um equipamento compacto, montado sobre uma carreta com 3 eixos direcionáveis de 38 toneladas, possui capacidade de 26,6MVA de potência e transformação de alta tensão de 69kV ou 34,5kV para média tensão em 13,8kV. Essa configuração permite que a subestação móvel tenha capacidade de abastecer de energia elétrica a metade da população da cidade de Ji Paraná ou 12,5% da população de Porto Velho.

Enquanto o serviço de reparo do equipamento de proteção de tensão está sendo concluído, a Subestação Móvel fará o suprimento de energia à região de Ariquemes.

A Eletrobras pede desculpas pelos transtornos causados e disponibiliza mais informações pelo telefone 0800 647 0120.
“Eletrobras – Energia para novos tempos”.

CAOS

Segundo o advogado Alcir Alves, que reside em Ariquemes, a cidade está um caos total, a população já está ha 48 horas sem energia. De acordo com a funcionaria da Eletrobras, Flavia, os dois geradores principais encontram-se queimados e estavam  aguardando um gerador que vinha  sendo deslocado do Estado do Acre, mas não ha previsão para a solução definitiva do problema. Grande parte das casas já está  sem agua, que é fornecida pela Caerd e o comércio está tendo grande prejuízo com a deteriorização de alimentos, que dependem da energia para manterem-se  resfriados. Os hotéis da cidade estão todos lotados, ocupados por grande parte da população. No comércio já não se encontra mais velas e nem veneno para pernilongo.

 

Fonte:Assessoria

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »