Exclusivo: delegado revela frieza do homem que matou universitária em Vilhena

dez 18 • Notícias • 1339 Visualizações • Nenhum comentário em Exclusivo: delegado revela frieza do homem que matou universitária em Vilhena

O FOLHA DO SUL ON LINE conversou, minutos atrás, por telefone, com o delegado Flávio Stringuetta (FOTO), da Delegacia Anti-Sequestro de Cuiabá (MT), que interrogou os três homens que confessaram ter matado a facadas, na noite de ontem, a universitária Katia Maria Saldanha. A jovem de 26 anos, que estudava Fisioterapia na Facimed de Cacoal, foi seqüestrada ontem em Pimenta Bueno e trazida em seu próprio carro até Vilhena, onde acabou executada. Os três autores do homicídio seguiram para a capital matogrossense, onde foram presos na madrugada de hoje.
O delegado disse que, segundo o testemunho dos três homens, o autor dos golpes que mataram Katia foram desferidos por Rafael da Silva Costa, de 23 anos, servente de pedreiro em Cuiabá e responsável também por roubar o carro e seqüestrar a vítima. Ele teria decidido voltar para a cidade de origem em veículo particular e convenceu os outros dois envolvidos a acompanhá-lo: Jânio dias de Oliveira, de 32 anos, conhecido como “Titela”, e Claudinei Alves de Freitas, 31, vulgo “Nei”
Stringuetta revelou que, ao descrever como matou a moça, Rafael demonstrou enorme frieza: disse que retirou a universitária de dentro do veículo e, segurando sua cabeça com uma das mãos, cortou seu pescoço com uma faca. A jovem, que estava com as mãos presas por uma fita adesiva, caiu de frente para o homicida e, agonizando, recebeu o golpe fatal entre os seios.
Rafael teria trocado a roupa manchada de sangue ainda no local da execução, onde também foi deixada a arma utilizada no crime. Em seguida, os três partiram para Cuiabá, parando apenas para abastecer e lanchar.
O MOTIVO – O delegado disse que a autoria do homicídio foi confirmada pelos dois comparsas de Rafael. A ideia de eliminar a acadêmica, no entanto, partiu de “Titela”, que é morador de Pimenta Bueno, como Nei e foi reconhecido por ela.
A PRISÃO – De posse das informações passadas pela polícia de Pimenta Bueno, os agentes comandados por Stringuetta cercaram a casa de Rafael, no bairro Tijucal, onde o rapaz reside com uma amásia e os três filhos dela. Houve um esboço de reação, mas diante do número maior de policiais (oito ao todo), os três homens se entregaram e foram levados para prestar depoimento.

 

Fonte: FS
Postado por: Dimas Ferreira
Autor: Da redação
Créditos de Fotos: Reprodução

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »