EXCLUSIVO – PC elucida homicídio ocorrido em 2012, em Nova Colina e assassino ajuda a reconstituir o crime

nov 11 • Notícias • 2459 Visualizações • Nenhum comentário em EXCLUSIVO – PC elucida homicídio ocorrido em 2012, em Nova Colina e assassino ajuda a reconstituir o crime

Depois de mais de um ano da morte de uma jovem, conhecida como Juliana Viana Felles, no Distrito de Nova Colina, Policiais Civis do Sevic da 2ª DP, comandados pelo Delegado Dr. Cristiano Mattos e o Delegado Dr. Rildo Maciel, investigam arduamente o crime e na manhã desta sexta-feira, dia 08), conseguiram elucidar o homicídio e prender os acusados. O homicida confesso Jair Pinheiro da Silva, foi preso em Jaru no começo da semana, por força de um Mandado de Prisão.

O HOMICÍDIO

Em 04 de abril de 2012, Juliana Viana Felles foi encontrada caída e baleada com um tiro no pescoço e outro no rosto, na linha 128 com a 82, próximo ao Distrito de Nova Colina. O Corpo de Bombeiros rapidamente chegou no local e a conduziu para o HM, mas devido a gravidade dos ferimentos, não resistiu e morreu na sala do Pronto-Socorro. No dia do crime não houve testemunhas e a equipe de Policiais Civis do Sevic da 2ª DP compareceram no local e iniciaram as investigações.

A PRISÃO

 

Desde o crime, os Policiais começaram a ouvir quase todos os moradores do pequeno Distrito de Nova Colina e, após quase um mês, conseguiram obter a identidade do principal suspeito, conhecido como Jair Pinheiro da Silva. Na época, ele foi ouvido várias vezes, mas sempre negou o crime armou um “verdadeiro circo” para enganar os policiais.

 

Não acreditando em sua versão, os policiais passaram a investigar a vida do suspeito.

 

A cerca de um mês, a equipe, agora sob o comando do Delegado Dr. Cristiano Mattos, conseguiu obter provas suficientes que incriminasse o principal suspeito, Jair Pinheiro. Com a prisão Preventiva em mãos, os policiais saíram em busca do suspeito e o encontrou na casa de parentes, em Jaru.

 

Durante o depoimento e diante as provas, Jair Pinheiro não conseguiu mais mentir e confessou o crime. Segundo ele, a vítima Juliana Viana Felles estava tendo um caso amoroso com sua esposa e sempre levava drogas para sua residência. Cansado da situação e magoado, Jair foi até a casa de um amigo, conhecido como Gerson Vicente Evangelista e pegou um revólver emprestado. Depois, ficou escondido na estrada onde a vítima era acostumada a passar e aguardou por horas. Ele ainda contou que quando a avistou, não hesitou e atirou duas vezes contra a mulher, atingido-a na cabeça. Em seguida, saiu correndo do local e entregou a arma para o Gerson, mas não revelou o crime. A arma utilizada no crime, foi encontrada esta semana  na casa de Gerson.

 

Na manhã desta sexta-feira (08), sempre chorando e demonstrando estar muito abalado, o assassino participou da reconstituição do crime, que foi coordenada pelo Delegado Dr. Rildo Maciel. Durante toda reconstituição, Jair Pinheiro falou que estava arrependido e passou detalhes de como agiu para matar a vítima.

 

Depois dos trabalhos, Jair Pinheiro e o Gerson Evangelista foram conduzidos e entregues no Presídio Central, onde permanecerão presos até o dia do julgamento.

 

 

Matéria:comando190.com.br/FLS

Fotos: comando190.com.br/Anderson de Mattos

assassino01 assassino02

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »