FIM DO SUSPENSE, DESAPARECIDOS SÃO ENCONTRADOS ENTERRADOS NA RESERVA TENHARIM

fev 4 • Notícias • 1356 Visualizações • Nenhum comentário em FIM DO SUSPENSE, DESAPARECIDOS SÃO ENCONTRADOS ENTERRADOS NA RESERVA TENHARIM

A Polícia Federal encontrou nessa segunda-feira (3) os corpos de Stef Pinheiro, Aldeney Ribeiro e Luciano Freire, desaparecidos desde o dia 16 de dezembro de 2013, quando viajavam de carro pela rodovia Transamazônica, no trecho que corta a aldeia indígena dos Tenharim.

Desde as 7h00 da manhã, policiais da polícia federal, força nacional e polícia militar estavam na reserva Tenharim em busca do local onde os corpos estavam enterrados, segundo os depoimentos tomados durante a investigação que apura os crimes de sequestro, assassinato e ocultação dos corpos das três vítimas.
Os corpos foram encontrados e encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) de Porto Velho (RO) para a realização de exames específicos para o reconhecimento dos corpos. Somente após o laudo do IML será possível identificar e entregar as famílias, para ser velado e enterrado posteriomente.

Os cinco índios presos suspeitos de terem seqüestrado e executado três homens na BR-230, rodovia Transamazônica, poderão ser transferidos para unidade prisional de Manaus, segundo informou Arcelino Damasceno, delegado regional de crime organizado da Polícia Federal de Rondônia. Sob o regime de prisão temporária desde o dia 30 de janeiro, os indígenas estão detidos em um presídio estadual de Porto Velho separados de outros detentos.
De acordo com o delegado, a possibilidade de transferência dos suspeitos é real tendo em vista regras estabelecidas em Constituição. “A lei permite que eles possam ser transferidos para um presídio dentro do distrito da culpa, ou seja, no Amazonas, ou no local onde a família esteja mais próxima, no caso em Rondônia”, explicou.

 

Fonte: acriticadehumaita.com.br

CORPOS CORPOS01

 

 

 

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »