CANDEIAS DO JAMARI: MORTE DE CHICO PERNAMBUCO LEVA PREFEITO DE CANDEIAS A CONTRATAR SEGURANÇA ARMADA

mar 27 • Polícia02 • 398 Visualizações • Nenhum comentário em CANDEIAS DO JAMARI: MORTE DE CHICO PERNAMBUCO LEVA PREFEITO DE CANDEIAS A CONTRATAR SEGURANÇA ARMADA

Em todo o caso, ressaltou que Chico foi displicente com a própria segurança e da família, caso estivesse acompanhado de mais gente no carro que o levara a casa, ‘todos poderiam ter sido fuzilados à queima-roupa, por haver mais testemunhas num cenário adverso’

Depois da brutal morte de Chico Pernambuco, o vice que virou prefeito em menos de noventa dias, Luiz Ikenohuchi, do Partido Democrata [DEM], agora, governa escoltado por quatro seguranças, além do uso de um colete à prova de bala.

Todo esse aparato, segundo informações, ‘teria sido cedido pela Casa Civil do Governo do Estado’ por sugestão de um experiente parlamentar do grupo ao qual o prefeito é aliado.

Ikenohici, com a ajuda do suposto político, ‘não daria um passo fora de casa, sem os homens armados’. No caminho ao gabinete, ele exigiria antes uma possível varredura [?] no carro oficial, talvez, antevendo uma iminente explosão.

A segurança armada, que ora faz uso o atual prefeito de Candeias, segundo um ex-delegado da Polícia Federal, ‘trata-se de uma antevisão a possíveis novos atentados’, mas não evitaria a precisão de atiradores com armamentos mais sofisticados de grupos com maior poder de fogo que atuariam na região do Vale do Jamari.

Em todo o caso, ressaltou que Chico foi displicente com a própria segurança e da família, mais caso estivesse acompanhado de mais gente no carro que o levara a casa, ‘todos poderiam ter sido fuzilados à queima-roupa, por haver mais testemunhas num cenário adverso’.

Já outros analistas dividiram opinião e afirmaram que, ‘suscita maior cuidado por parte do novo prefeito, em face do aumento dos índices de violência e do numero furtos e roubos de propriedades’. Além da ameaça iminente de desestabilização das instituições, eles apontaram.

Em Candeias – a 20 quilômetros desta Capital – ‘o caos na segurança tornou-se visível com o aumento do número de incêndios em acampamentos de assentados do INCRA, da instalação de madeireiras ilegais em Triunfo, Nova Samuel [Projeto de Assentamento Florestal Jequitibá, PAF] e das ameaças a políticos fora do esquema ditado pelos clãs familiares e grupos econômicos.

UMA TRISTE HISTÓRIA – Enquanto isso, em casos considerados sui generis, moradores dos distritos e periferia, desde os anos 2000, segundo dados de entidades apartidárias, ‘experimentam uma grande avalanche de tristeza e dor com o aumento dos índices e violência que atinge crianças, homens e mulheres’. Os crimes, disseram, quase sempre são registrados apenas na Central de Flagrantes.

Além de crimes de natureza circunstanciais por alcoolismo, drogadição de jovens e adolescentes [em idade escolar], há anos os latrocínios [seguidos de morte], estupros, homicídios [por armas brancas e de fogo], furtos de eletrônicos e veículos [duas e quatro rodas], além da convivência forçada com desvio de dinheiro público, a população não é, praticamente, ouvida em suas queixas.

O fato de o prefeito governar, seguido por homens armados e usar colete, segundo consultores da área de segurança privada, ‘atesta a existência de uma possível milícia atuando na região’.

Disseram, ainda, que, ‘cabe, aí, nesse conceito, falta de credibilidade nos agentes do Estado que poderiam ser acionados’, afirma João Roberto, de uma banca advocacia local.

XICO NERY  Newsrondonia

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

Rondônia Manchete
www.rondoniamanchete.com.br