“Deveria ter prestado mais atenção em minha filha”, diz mãe de modelo que se suicidou,em RO

set 24 • Polícia02, Todas as Notícias • 192 Visualizações • Nenhum comentário em “Deveria ter prestado mais atenção em minha filha”, diz mãe de modelo que se suicidou,em RO

Na manhã desta quinta-feira, 21, a reportagem do Extra de Rondônia entrevistou Marizita Castro, mãe da modelo Vânia Castro, que faleceu no Hospital Regional de Vilhena, após atentar contra sua vida em sua residência, no Bairro Embratel, em Vilhena.

Abalada pela fatalidade que assolou sua família, Marizita conta que a filha no dia do fato, chegou em casa tranquilamente e entrou para o seu quarto, minutos depois a irmã ao entrar no cômodo, viu Vânia com uma corda envolta do pescoço.
A mãe da jovem disse que ela e a filha mantinham uma ótima relação, apenas corrigia Vânia quando era necessário como toda mãe faz com qualquer filho. Marizita afirma que nunca discutiu com a filha de forma exagerada.

Marizita mencionou que Vânia teria mandado uma mensagem por meio de sua rede social para uma amiga, um desenho em forma de um caixão e uma frase que ela não se recorda. De acordo com a mãe, após a notícia do suicídio do jovem Gustavo, no dia 7 de setembro, Vânia sempre chegava em casa e comentava sobre o fato. Porém, jamais imaginava que a filha poderia cometer tal ato.

A mãe ainda explicou que a filha desde pequena gostava de ficar isolada, quando ficava triste ou emburrada com alguma coisa, mas a família pensava que era normal, coisa de adolescente. “Minha filha tinha uma vida como de qualquer outra menina”, enfatizou a mãe.

Marizita relatou que o velório de Vânia estava previsto para hoje, mas o avião que viria com a equipe médica que vai realizar a remoção dos órgãos para doação não conseguiu decolar de Porto Velho.

Entretanto, afirmou que a equipe chegará nas primeiras horas desta sexta-feira, 22, e, em seguida o corpo será liberado para o velório que acontecerá na Capela Mortuária anexa ao cemitério Cristo Rei.
Marizita finalizou a entrevista dizendo que, “os pais precisam prestar mais atenção nas atitudes dos filhos quando ficam isolados e tristes, além de estarem atentos até no que conversam isso poderá evitar que outra família passe pelo que estou passando”, salientou.

Texto: Extra de Rondônia

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »