Conflitos em Rio Pardo deixa homem ferido por bala

nov 14 • Polícia • 1413 Visualizações • Nenhum comentário em Conflitos em Rio Pardo deixa homem ferido por bala

Novas informações que chegaram   dão conta que desde a manhã desta quarta-feira (13), cerca  de 300 moradores do Distrito de Rio Pardo estão protestando contra a mega Operação que está acontecendo na Floresta Nacional do Bom Futuro, a aproximadamente 100 km de Buritis. Nesta operações, homens da Força Nacional, Polícia Militar, Polícia Federal e Ibama integram forças para manter a Ordem e a Lei naquela região.

 

Durante a Operação, vários invasores foram presos e quando o comboio de viaturas composta por Policiais Militares e Policiais Federais estavam conduzido os detidos até a cidade de Buritis, se depararam com uma ponte incendiada, na Linha 06. Sem saída, os policiais desembarcaram das viaturas e foram cercados por vários indivíduos armados. Então, se iniciou um tiroteio e um sem-terra acabou baleado na perna.

 

Em continuação à represália, os invasores derrubaram árvores e montaram várias barreiras ao longo da única estrada que liga o Distrito ao município de Buritis.  Segundo informações de um dos invasores, feita com exclusividade ao site comando190, cerca de 12 viaturas policiais e 40 homens estão emboscados, pois  a única saída é a pé.

 

Há alguns dias, cerca de 200 sem-terras foram retirados da Reserva e, segundo a Associação Boa Esperança, estas famílias seriam remanejadas para outras terras, o que não aconteceu. Ainda de acordo com a Associação, os invasores pedem a reabertura de negociação entre Governo do Estado e ICMBIO – Instituto Chico Mendes, para permuta de áreas públicas que permita que os mesmos permaneçam nas terras, que inclusive já se encontram desmatadas.

 

Várias guarnições da Polícia Militar já se deslocaram para a região para reforçar o policiamento  e resgatar os outros policiais que estão cercados. O clima na região é tenso.

 

 

Matéria:comando190.com.br/FLS

Fotos: Buritisonline

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »