Auditor da Sefin é preso em Vilhena e contador é considerado foragido

abr 24 • Notícias, Polícia • 716 Visualizações • Nenhum comentário em Auditor da Sefin é preso em Vilhena e contador é considerado foragido

Vilhena, Rondônia – O FOLHA DO SUL ON LINE obteve a informação de que um contador de Vilhena está foragido, após a prisão do auditor fiscal da Sefin, Valdemiro Onofre Júnior, decretada e cumprida na manhã desta quinta-feira, 23.

A operação que prendeu o fiscal, deflagrada pela Polícia Civil de Colorado do Oeste, apreendeu equipamentos na Delegacia da Sefin em Vilhena e rendeu buscas na casa de Valdemiro. Na residência, filho do acusado, Mateus Onofre, chegou a ser detido por posse de arma de fogo. Ele deve ser liberado mediante o pagamento de fiança.

A investigação sobre o esquema de sonegação começou em novembro do ano passado, quando empresários de Colorado denunciaram que estariam sendo extorquidos pelo auditor. Onofre Júnior, que chegou a chefiar o posto da Sefin em Vilhena, é acusado de exigir pagamento para reduzir débitos tributários e deixar de aplicá-los. Existem indícios de que o mesmo crime estaria sendo praticado contra firmas vilhenenses.

Além da prisão de “Pingo”, como é conhecido o fiscal, o delegado Fernando Matias, da DPC de Colorado, que investiga o caso com ajuda do Serviço de Inteligência da PM e do Ministério Público, pediu mandado à justiça contra o sócio do escritório de contabilidade C & E Consultoria Empreendimentos, Douglas Gonçalves Barbosa.

Conforme as autoridades que atuam no caso, o contabilista, que tem escritório em várias cidades de Rondônia, participava do esquema junto com Valdemiro. Douglas, segundo a polícia, também chegou a ter a prisão preventiva decretada, mas não foi encontrado em Vilhena, onde já morou, antes de se estabelecer em Ji-Paraná. Ele deve se apresentar, mas até que isso aconteça, é considero foragido.

NÃO FALA – De acordo com o delegado regional da Polícia Civil em Vilhena, Fábio Campos, que também participou da operação, o auditor preso, que continuava sendo interrogado quando esta reportagem era finalizada, se recusa a falar, preferindo se manifestar apenas em juízo. Ele será mantido na Cadeia Pública de Vilhena ou pode ser transferido para Colorado do Oeste, onde sua prisão foi pedida.

Fonte: Folha do Sul Online
Autor: Edeblandes Ortis

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »