COMISSIONADO DO GOVERNO E FILHO DE PASTOR SÃO ACUSADOS DE TENTAR MATAR MODELO

out 13 • Polícia • 1227 Visualizações • Nenhum comentário em COMISSIONADO DO GOVERNO E FILHO DE PASTOR SÃO ACUSADOS DE TENTAR MATAR MODELO

De acordo com informações registradas em um Boletim de Ocorrência pela própria vitima, uma discussão teria ocorrido na parte externa da boate, onde o modelo teria sido agredido fisicamente por Bernardo Rabelo e um outro rapaz identificado por Wesley Barros, filho do pastor Arnaldo Barros, que é líder evangélico do Ministério Geração.Ainda segundo o comunicante, após a discussão, ele teria sido vitima de uma tentativa de homicídio, onde Bernardo e Wesley, teriam usado seus carros para atropelá-lo. Na ação, o modelo teria sido atropelado somente por Bernardo, que logo em seguida fugiu e até o momento não foi localizado pela policia.

Testemunhas que estavam no local, relataram que Wesley , ao tentar atropelar a vitima, que estava desacordada no chão, perdeu o controle do carro e acabou batendo em outro automóvel. Wesley foi preso e encaminhado a Delegacia de Flagrantes.

Bernardo, que até o momento não foi localizado, foi nomeado pelo governador Sebastião Viana em fevereiro deste ano com salário de R$ 3.864,00, para trabalhar na Secretaria de Articulação Institucional. Ele exerce a função na Assessoria da Juventude, um dos tentáculos da SAI no governo do Acre.

Procurado para comentar o caso, o governo do Acre, por meio de sua assessoria, afirmou que não é responsável pelas atitudes da vida pessoal de ninguém. “E se ele cometeu o delito, deve responder por ele”, informou em nota. Questionada se o rapaz pode ser exonerado pela atitude, a assessoria enfatizou que não teria como responder por isso.

O ac24horas procurou o pai de Wesley Barros, o Pastor Arnaldo, que afirmou que de fato seu filho se envolveu em um briga, mas que ele não teria atropelado o jovem Neto Miranda. “Ele apenas tentou fugir da confusão e acabou sendo linchado”, explicou. Ele atribuiu a culpa do atropelamento ao assessor do governo, Bernardo Rabelo, e reconheceu que seu filho estava sob efeito de bebida alcoolica.

Após o atropelamento, Neto Miranda foi encaminhado ao Pronto Socorro de Rio Branco, onde foi avaliado e medicado. A família do jovem também foi procurada pela reportagem para se manifestar, mas até o momento optou pelo silêncio.

 


Fonte: Da redação ac24horas

 

 

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »