Mães são detidas tentando levar celulares para presos em Casa de Detenção

dez 23 • Polícia • 149 Visualizações • Nenhum comentário em Mães são detidas tentando levar celulares para presos em Casa de Detenção

Agentes penitenciários lotados na Casa de Detenção de Ouro Preto do Oeste tiveram muito trabalho nesta sexta-feira (23), antevéspera de Natal, dia de visitas. Duas mulheres foram detidas tentando entrar no presídio com celulares e ainda dois presos tentaram fugir cavando buracos.

Conforme as agentes, durante a revista, M. R.R., de 66 anos levava dois celulares e quatro chips encaixados milimetricamente dentro de um televisor modelo Smart TV LED de 32 polegadas, para entregar ao filho preso Jurandir Jorge Rodrigues. A idoso revelou que seu filho foi quem pediu para que ela levasse o aparelho para ele.

Já com a senhora de iniciais M.C.P., de 54 anos, mãe do detento Ronildo Pereira da Silva, condenado a oito anos e oito meses de cadeia, foi encontrado um celular marca Multilaser, de cor preta, dentro das vestimentas. As duas mães foram encaminhadas juntamente com os aparelhos para a Delegacia Civil para ser ladrado o boletim de ocorrência policial.

Os agentes ficaram impressionados com o trabalho que foi feito por quem desmontou o aparelho de TV para colocar no interior do aparelho os celulares desmontados, o que conota um claro flagrante que algum profissional da área de eletroeletrônico trabalhou a serviço do crime.
Mais tarde, dois detentos tentaram fugir de dentro da Casa de Detenção cavando um buraco da cela de triagem onde estavam pela parede da parte dos fundos da unidade prisional. Os presos que tentaram fuga, Adriano Figueiredo e Josiel Muniz, detidos por suspeita de tráfico de drogas, foram transferidos para outra cela.

ESTRUTURA PRECÁRIA
A Casa de Detenção de Ouro Preto do Oeste está com a estrutura ruindo, as paredes apodrecidas facilitam para que presos abram buracos rotineiramente, para tentarem fugas.
Construída para abrigar até 120 presos, hoje a unidade prisional da cidade conta com 220 homens e mulheres encarcerados em celas distribuídas por quatro pavilhões, e os agentes trabalham mais do que deviam, para cobrir a falta de efetivo.
Os agentes penitenciários reclamam da falta de estrutura, o que a cada dia torna o local mais inseguro, e em razão dessa situação as fugas têm ocorrido. “Embora algumas pessoas que não conhecem a realidade ridicularizam a gente, nosso trabalho é sério e ainda conseguimos fazer apreensões, mesmo sem condições”, desabafou um agente que pediu sigilo de seu nome.

Mães são detidas tentando levar celulares para presos em Casa de Detenção

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

Rondônia Manchete
www.rondoniamanchete.com.br