Pneu de carro de família do AM morta em acidente estava furado, diz polícia

nov 13 • Polícia • 1687 Visualizações • Nenhum comentário em Pneu de carro de família do AM morta em acidente estava furado, diz polícia

A Polícia Civil investiga a causa do acidente que vitimou o representante comercial Levy Oliveira Nascimento, de 32 anos, sua esposa, Gislane Santos Mesquita Nascimento, 34, e o filho do casal, Ian Levy, seis anos, que saíram de Manaus para uma viagem a Roraima. Eles retornavam para a capital amazonense na sexta-feira (25), quando desapareceram. A família foi encontrada morta nesta terça-feira (29) e enterrada na tarde desta quarta-feira (30).

Segundo a polícia, um dos pneus do carro estava danificado. O detalhe foi observado pelo delegado geral da Polícia Civil, Josué Rocha, que esteve no local do acidente logo após o carro ser içado do lago onde caiu. “O pneu dianteiro do lado direito estava furado. Ainda não sabemos se isso aconteceu antes ou depois do carro descer o barranco e cair”, disse

Além disso, a polícia já sabe que Gislane dirigia o carro no momento do acidente. Ela possuía habilitação desde 2011, e foi encontrada sem o cinto de segurança. “Ela pode ter tirado o cinto no momento em que o carro estava na água”, completou Josué Rocha.

A perícia deve confirmar a que velocidade o veículo estava no momento do acidente, como explicou o secretário de inteligência da Secretaria de Segurança Pública, Thomaz Vasconcelos. “Somente a perícia poderá confirmar a velocidade média. Além do velocímetro, que trava quando o veículo colide, a perícia tem condições de calcular a velocidade média através das imagens feitas do carro na estrada, considerando o tempo em que o veículo leva para chegar de um ponto a outro”, ressaltou.

A perícia técnica da Polícia Civil tem 30 dias para divulgar o laudo com a causa do acidente.

Entenda o caso

Levy, Gislane e Ian saíram de Boa Vista (RR) na sexta e desapareceram antes de chegar a

Manaus, segundo familiares e amigos. O último contato com a família, que mora na capital amazonense, ocorreu às 10h48 de sexta-feira (25), quando estavam de saída da cidade. O veículo utilizado pela família era um Honda City, de cor cinza escuro e de placa NON-9378.

Eles seguiram pela BR-174, rodovia que liga os dois estados. De Boa Vista até Manaus são aproximadamente 785 km. Seguindo de carro, o percurso pode durar de 8 a 10 horas com velocidade entre 80km/h a 110km/h, velocidade permitida na rodovia.

Davi Nascimento, irmão do representante comercial, informou que Levy foi para Boa Vista na segunda-feira (21) a trabalho e, na quarta-feira (23), a esposa e o filho chegaram à cidade de avião para fazer compras na Venezuela. “Eles vieram para voltar todos juntos de carro para Manaus. Na quinta-feira [24], provavelmente, eles seguiram para Santa Elena [de Uairén] e na sexta-feira saíram de Boa Vista sentido Manaus, mas até agora não temos informações deles”, relatou.

Em nota enviada ao G1, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) informou que Gislane era funcionária da pasta desde 22 de junho de 2006 e trabalhava na Ouvidoria Municipal do SUS.

Fonte:G1

2familia

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »