Preso por estupro em RO é suspeito de violentar cerca de 40 mulheres

set 13 • Polícia • 1028 Visualizações • Nenhum comentário em Preso por estupro em RO é suspeito de violentar cerca de 40 mulheres

O suspeito de estuprar uma secretária de um consultório odontológico foi preso na sexta-feira (11) em uma barreira policial no Vale do Anari (RO). Célio Roberto Rodrigues, de 35 anos, transitava em um carro na RO-133 acompanhado de três mulheres. A Polícia Civil informou que ele é procurado em vários estados, tem mais de 200 anos em condenações e é suspeito de ter cometido pelo menos 40 estupros.

Uma operação das polícias Civil e Militar buscava o suspeito desde a última quinta-feira (10) após o homem cometer dois roubos e um estupro em Ouro Preto do Oeste. Conforme a Polícia Civil, ele também cometeu dezenas de crimes, tendo registros no Amazonas, Mato Grosso, Rondônia, Tocantins e Distrito Federal.

Célio também teria sido líder de uma facção criminosa no estado do Amazonas, onde usa outra identidade com o nome de Herley Nascimento Santos. Em Manaus, ele fugiu de Unidade Prisional do Puraquequara (UPP) no ano de 2012. O delegado Roberto dos Santos, que participou da operação, alega que o suspeito já teria fugido três vezes da cadeia.

O delegado Júlio César Souza informou que eram realizadas buscas em três municípios da Região Central do estado. Célio foi encontrado após a denúncia de que o homem com as mesmas características teria sido visto em Jaru. “A Polícia Militar fez barreira na rodovia no Vale do Anari e o pegou”, conta Júlio.

No momento da prisão, o suspeito estava com três mulheres no carro. Dentro do veículo também foram encontrados objetos roubados em Ouro Preto. “Encontramos alianças e outros pertences das vítimas dele. Tinham três mulheres no carro. Uma delas, ele tinha um relacionamento e as outras eram amigas dela que ele estaria levando para a cidade de Machadinho”, conta Júlio César.

As mulheres prestaram depoimento e foram liberadas. Célio Roberto foi encaminhado para a Casa de Detenção de Ouro Preto.

Ficha criminal
Após ser capturado, Célio Roberto foi encaminhado para a Delegacia de Ouro Preto. Em depoimento, ele contou à polícia que teria sido condenado a 45 anos de prisão em Porto Velho por um estupro e 15 roubos. Chegou a ser preso, mas fugiu do Presídio Urso Branco em 2005.

A Polícia Civil informou que após a fuga, ele se mudou para Manaus onde liderou uma facção criminosa e pode ter participado de cerca de 50 homicídios. Além disso, reponde a 22 inquéritos por estupro.

Posteriormente, ele teria fugido para Goiás onde cometeu roubos, mas não chegou a ser preso. No estado do Mato Grosso, a Polícia Civil o investigava há cerca de dois anos e, segundo informações repassadas à polícia de Rondônia, no estado, ele teria praticado roubos e pode ter cometido cerca de 10 estupros.

Conforme o delegado Júlio César, somadas as penas já existentes contra Célio são mais de 200 anos de condenação.

Duas identidades
De acordo com a Polícia Civil, Célio Roberto Rodrigues tem duas identidades verdadeiras e também é conhecido por Herley Nascimento Santos, pois falsificou um registro de nascimento no estado do Amazonas.

Estupro em Ouro Preto
Uma jovem de 23 anos foi estuprada no consultório odontológico onde trabalha na quinta-feira (10), em Ouro Preto do Oeste. O homem teria entrado no local para cometer um assalto e, ao não encontrar dinheiro, violentou a secretária em um sala nos fundos do estabelecimento. A Polícia Civil informou que o criminoso é suspeito de cometer dois assaltos no município.

De acordo com o boletim de ocorrência, a secretária contou à polícia que estava na recepção da clínica, quando um homem entrou no local. Ele teria pedido informações sobre os tratamentos dentários, depois se aproximou do balcão e anunciou o assalto. Vasculhou salas atrás de dinheiro, não encontrou e levou a secretária para a sala de esterilização, no fundo do consultório, onde a estuprou.

Fonte:G1

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »