SUSPEITA TERIA CONFESSADO PLANEJAR CRIME CONTRA CASAL

nov 6 • Polícia • 606 Visualizações • Nenhum comentário em SUSPEITA TERIA CONFESSADO PLANEJAR CRIME CONTRA CASAL

Uma jovem de 19 anos confessou nas redes sociais ser a mentora do assinato de um casal no município de Juara (709 km ao Norte de Cuiabá).

Aline Macedo já vinha sendo investigada pela Policia Civil por ser suspeita de participar do roubo de uma picape S-10 e do assassinato de Claudemir Ferreira, 41 anos, e Alessandra Scheffer, 24 anos.

A suposta confissão aconteceu nesta segunda-feira (2) em sua página pessoal do Facebook.

“Sei que o que fiz não foi certo, mas infelizmente aconteceu. Não posso mudar o passado. Agora vou procurar me entender com a lei. E vou pagar pelo que fiz”, disse a suspeita na rede social. A mensagem foi apagada algumas horas depois de ser publicada.

Aline Macedo teve a prisão preventiva decretada pela Justiça de Mato Grosso há duas semanas e está sendo procurada pela polícia Militar e Civil do Estado.

O crime ocorreu no dia 13 de outubro. As vítimas foram encontradas mortas às margens de uma estrada vicinal no município. Segundo a Polícia Civil, o assassinato contou com a participação de dois menores de idade. Um deles, de 13 anos, já foi apreendido e o outro continua foragido.

A jovem, era funcionária de um lava-jato de propriedade das vítimas e teria planejado o crime para vender a S-10 do casal para traficantes.
“Que fique bem claro que apenas estava junto e, sim, fui eu mesma quem planejou o assalto. Infelizmente, o homem reagiu e um dos menores atirou nele e o outro matou a mulher”, afirmou a acusada.

O delegado de Juara, que investiga o caso, Carlos Henrique Engelmann informou que vai apurar se a mensagem foi realmente escrita por Aline e qual foi a localização da publicação do conteúdo.

Histórico violento

Engelmann informou que a suspeita já tem passagem pela polícia por ter tentado matar a filha, de dois anos de idade, que perdeu alguns movimentos do corpo após a agressão.

“Na época, ela tinha 17 anos e respondeu por um ato infracional. A criança mora atualmente com outros parentes”, afirmou. A suspeita é natural de Naviraí (MS) e a família dela é de Joinville (SC).

“A mãe da Aline estava chocada e disse que ficou sabendo do crime pela imprensa. Ela disse que não sabia onde a filha estava e que não conversava com ela há algum tempo”, disse o delegado.

O crime

Claudemir e Alessandra foram executados a tiros e seus corpos jogados em um córrego, a cerca de oito quilômetros do centro de Juara.

A mulher estava com a cabeça coberta por um pano e com as mãos amarradas para trás do corpo. Já o homem apresentava várias perfurações no tórax.

A S-10 roubada foi encontrada capotada, no dia 14 de outubro, pela manhã, na MT-220 – rodovia que liga Juara a Sinop.

Fonte: midia news

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »