Suspeito de tentar matar taxista em frente ao HR é preso pela polícia

set 24 • Polícia • 1316 Visualizações • Nenhum comentário em Suspeito de tentar matar taxista em frente ao HR é preso pela polícia

O suspeito Flávio Lopes Duarte, de 20 anos, foi preso por volta das 23h, desta terça-feira, 23 de setembro, em sua residência, localizada na Rua 731, no bairro Bodanese em Vilhena.

Flávio é acusado de ser o autor dos disparos efetuados contra o taxista Uiliam Franco de Almeida, de 28 anos. Segundo a polícia, o próprio taxista informou o nome do autor dos disparos.

Por volta das 22h20 a polícia foi informada sobre um tiroteio ocorrido no ponto de táxi em frente ao Hospital Regional (HR). Ao chegarem no local, os militares se depararam com uma cena de tentativa de homicídio. A vítima Uiliam Franco de Almeida, que foi alvejado por três tiros, disse ao ser socorrido que o autor dos disparos seria um indivíduo chamado Flávio.

Em posse das informações, a polícia se deslocou até a casa do suspeito, onde o encontrou no interior de sua casa. Ao ser informado sobre a acusação feita pela vítima, o suspeito negou ser o autor dos fatos, e disse que no início da noite apenas se deslocou até a feira da Avenida Paraná, em seguida foi até a casa de um amigo e depois retornou para a sua residência. “Eu não passei nem perto do HR”, disse o suspeito à polícia.

Diante da negativa, os militares solicitaram permissão para uma averiguação no carro e no interior do imóvel. Em uma das dependências da casa, a polícia localizou uma camiseta de cor preta e uma mochila também de cor preta. Já no interior do carro, um policial encontrou uma recarga de celular da operadora OI no valor de R$ 5. A recarga foi realizada às 21:10:12, do dia 23, no estabelecimento comercial Pão de Queijo, localizado em frente ao HR.

Flávio ao ser questionado, disse que não saiu de casa com seu o veículo e nem mesmo outra pessoa teria saído. Ele não soube explicar sobre a presença do comprovante de recarga.

De acordo com testemunhas, o autor dos disparos estava usando uma camiseta de cor preta e tinha nas costas uma mochila também de cor preta.

Diante dos fatos, o suspeito recebeu voz de prisão e foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil de Vilhena, onde foi apresentado ao delegado plantonista para as providências cabíveis.

O taxista passou por cirurgia e continua internado. No local do crime, a perícia encontrou três cápsulas deflagradas de pistola 380.

Relembre o caso:

Homens armados atiram por quatro vezes em taxista em frente ao Hospital Regional 

 

Fonte:Vilhena Noticias

 

 

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »