Tiro na nuca mata funcionário de fazenda próxima a Vilhena

out 25 • Polícia • 2861 Visualizações • Nenhum comentário em Tiro na nuca mata funcionário de fazenda próxima a Vilhena

Flávio Andrade de Campos, de 30 anos, foi morto na noite de ontem, quinta-feira, 23 de outubro, com um tiro na nuca. A bala foi disparada por um companheiro de trabalho da vítima, já identificado e detido pela polícia. Trata-se de Reginaldo Bino do Nascimento, de 22 anos.

De acordo com o que foi repassado a reportagem do VILHENA NOTÍCIAS, pelos policiai, a fatalidade aconteceu por volta das 19h da noite de ontem, em uma propriedade rural, localizada a cerca de 90 quilômetros da cidade de Vilhena, conhecida como “Fazenda do Dagoberto”. Segundo os militares, a vítima estava em seu “barraco”, jantando na companhia de um outro trabalhador do local. Em dado momento, Reginaldo Bino, que também faz parte do grupo de funcionários, entrou e disparou apenas uma vez.

Na manhã de hoje, a Rádio Patrulha da Polícia Rodoviária Estadual que tinham como agentes o Cabo PM Paulo Sérgio, Cabo PM Fantin e SD PM Cardoso, e apoio do Grupamento de Operações Especiais (GOE) e policiais militares do Guaporé, se deslocou até ao local do crime e encontraram um revólver calibre 38 e oito munições intactas.

Após informações de quem teria sido o autor do disparo, saíram em busca do elemento, que foi encontrado e preso na cidade de Chupinguaia

Tiro na nuca mata funcionário de fazenda próxima a Vilhena
Vítima logo que foi encontrada pela Polícia.
 

Tiro na nuca mata funcionário de fazenda próxima a Vilhena
Casa onde o crime aconteceu.
 

Tiro na nuca mata funcionário de fazenda próxima a Vilhena
 

Tiro na nuca mata funcionário de fazenda próxima a Vilhena
Identidade da vítima.
 

Tiro na nuca mata funcionário de fazenda próxima a Vilhena
Reginaldo Bino do Nascimento após ser preso.
 

Tiro na nuca mata funcionário de fazenda próxima a Vilhena
Acusado do crime no momento em que prestava depoimento.
 

 

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »