Adelino Follador solicita avaliação dos resultados após implantação da gestão compartilhada no Colégio Tiradentes de Jacy-Parana

ago 22 • Política, Todas as Notícias • 48 Visualizações • Nenhum comentário em Adelino Follador solicita avaliação dos resultados após implantação da gestão compartilhada no Colégio Tiradentes de Jacy-Parana

O deputado Adelino Follador (DEM) indicou ao governo do Estado e a Secretaria de Estado da Saúde (Seduc) a necessidade de se fazer uma avaliação quanto a qualidade e resultados obtidos depois da implantação da gestão compartilhada do Colégio Tiradentes do distrito de Jacy-Paraná, município de Porto Velho.

Segundo o parlamentar, o Projeto de Gestão Compartilhada proposto e executado pela Polícia Militar e a Seduc em Jacy-Paraná, desde o ano letivo de 2014 é de suma importância para que o Estado vislumbre a ampliação do modelo para outras cidades e distritos, colaborando com a necessária mudança de conceito e atitude de alunos, famílias e educadores.

“Pelas apresentações já realizadas pela diretora do Colégio Tiradentes de Jacy-Paraná, a tenente PM Erika Ossuci, muita coisa mudou desde que esse modelo de gestão compartilhada foi implantado”, destacou Follador.

De acordo com o deputado, sua solicitação visa uma melhor averiguação dos conceitos propostos pelo novo modelo de gestão e disciplina, com o víeis de promover a educação integral e a formação de cidadania ativa, descrita pelas ações complementares aos conteúdos de sala de aula, demonstrados pela diretoria da Escola Tiradentes de Jacy-Paraná.

“Dessa forma solicitei que a Seduc possa disponibilizar dos recursos financeiros necessários para a contratação de empresa especializada em pesquisa de mercado e conceito para que seja realizada uma pesquisa de satisfação e avaliação de qualidade sobre os diversos aspectos do funcionamento da Escola”, explicou o deputado.

A pesquisa, segundo Follador, deve abordar com os entrevistados, o nível de contentamento, quais as melhorias em relação ao aprendizado e ao comportamento dos alunos, os reflexos na segurança e rendimento dos profissionais de educação lotados na unidade e, ainda, sobre os moradores locais, que sentimento há em relação ao novo sistema de gestão implantado.

Para os professores, trabalhadores da unidade escolar e para os moradores locais a pesquisa deverá apontar para uma comparação entre como era a escola em 2013 e como está hoje, seus reflexos no comportamento, rendimento e atitude dos seus alunos.

Segundo Adelino, a pesquisa servirá como balizador para a comunidade local e para o gestor da política pública de educação que, em sendo revelado cientificamente os benefícios do modelo proposto, poderá ampliar com segurança para outras localidades o exemplo e os resultados obtidos.

“Como já estamos no segundo semestre e em breve a lei do orçamento estadual deverá estar em análise para futura aprovação, este instrumento de avaliação deverá ser executado em no máximo 100 dias para que, sendo de interesse da Seduc, possa nortear, inclusive, as justificativas para assegurar em seu planejamento e orçamento para o ano de 2018, os recursos para a possível ampliação do modelo de Gestão Compartilhada para outras unidades escolares”, concluiu Adelino Follador.

ALE/RO – DECOM – Juliana Martins
Foto: Ana Célia

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

Rondônia Manchete
www.rondoniamanchete.com.br