Assembleia Legislativa de Rondônia dá posse ao governador Reeleito Confúcio Moura

jan 3 • Destaque, Política • 1248 Visualizações • Nenhum comentário em Assembleia Legislativa de Rondônia dá posse ao governador Reeleito Confúcio Moura

Na manhã desta quinta-feira(01.01.2015) a Assembleia Legislativa de Rondônia, transferiu sua sede oficial, através da resolução 281/14, para o Teatro Estadual Palácio das Artes, em Porto Velho, para dar posse ao governador reeleito Confúcio Ayres de Moura(PMDB) e o vice-governador eleito Daniel Pereira(PSB), em sessão solene que reuniu as maiores autoridades do estado de Rondônia a sociedade civil organizada.

O deputado estadual Maurão de Carvalho (PP), 1°vice-presidente da Assembleia Legislativa, presidiu a sessão solene, que contou com a presença dos deputados José Lebrão (PTN), Glaucione Rodrigues (PSDC), Luizinho Goebel (PV), Valdivino Tucura (PRP), Zequinha Araújo (PMDB), Edson Martins (PMDB), Flávio Lemos (PR), Ribamar Araújo (PT), Jean Oliveira (PSDB) e Euclides Maciel (PSDB). O senador Valdir Raupp (PMDB) e os deputados federais Marinha Raupp (PMDB) e Nilton Capixaba (PTB), também prestigiaram a posse de Confúcio Moura, para o seu segundo mandato consecutivo.

Após a abertura da sessão, os deputados Valdivino Tucura e Luizinho Goebel conduziram o governador e o vice para o plenário. Após a execução do Hino Nacional, o secretário da sessão, José Lebrão, leu o ato de posse. Em seguida, Confúcio Moura leu o juramento de posse e assinou o termo de posse. Logo após, foi a vez de o vice-governador Daniel Pereira fazer o seu juramento e assinar o termo de posse.

O deputado Euclides Maciel falou em nome da Assembleia Legislativa. “Os empossados foram escolhidos, de forma livre e democrática, para conduzirem os destinos do Estado. Que o governador e o vice tenham um mandato exitoso”, destacou.

Maciel declarou ainda que “o governador deverá governar não apenas para quem votou a seu favor, mas para toda a população, indistintamente. E, para isso, é fundamental que haja sintonia e cooperação entre os poderes. Na atual legislatura, houve sempre respeito e harmonia, e as matérias foram apreciadas e aprovadas com celeridade, para dar a resposta que a sociedade precisa’’.

No discurso de posse, o governador destacou o seu primeiro mandato. “Agradeço a Deus, por me permitir ser governador, pela segunda vez, desse Estado maravilhoso. Agradeço à minha família e ao povo de Rondônia. Este é um sonho de um pioneiro, de um desbravador. Ontem, encerrei meu primeiro mandato e, depois do saudoso Jorge Teixeira, nenhum outro governador fez mais do que a nossa gestão, trabalhamos junto com os prefeitos, estendemos as mãos”. Segundo ele, “aprendi na vida a sentir o povo de perto: o cheiro do povo, sua voz, seu toque. O povo precisa de atenção e de afeto”.

Confúcio fez um agradecimento especial ao povo de Porto Velho, “que foi decisivo para a vitória”. Ele agradeceu ainda às cidades de Ariquemes e Ji-Paraná e destacou a vitória eleitoral obtida em Rolim de Moura. “Tenho que retribuir essa gratidão, esse reconhecimento, com muito trabalho. E para a capital, quero construir um novo terminal rodoviário”.

O governador reconheceu que “não tem Governo que não sofra, que não enfrente barreiras. Como exemplos, temos os ex-presidentes Getúlio Vargas e Juscelino Kubistchek. Em Rondônia, o grande Jorge Teixeira sequer conseguiu fazer o seu discurso de despedida. O ex-governador Jerônimo Santana saiu do Governo e enfrentou muitas dificuldades. Assim, vocês podem ver que os cargos dão alegrias, mas tristezas também”.

Segundo ele, “eu não sou o Governo. O Governo são todos os rondonienses. Mas, a mim cabe definir as prioridades e as ações. Cabe a mim equilibra a balança entre os conflitos e os interesses”. Confúcio lembrou que Rondônia completará 34 anos, no próximo domingo (04). “Rondônia tem crescido bem. Nossas receitas cresceram em 2014, 13,46%. Nossa riqueza cresceu 6,9%, o maior índice do país”.

O governador destacou os investimentos para a habitação, que somadas as moradias urbanas e rurais, serão quase 30 mil. “Em 25 anos, nunca houve tantos investimentos em habitação. Esse é um grande avanço, especialmente na capital, quando iremos entregar 12 mil casas”, ressaltou.

Confúcio elegeu como metas o aumento na produção de alimentos. “Queremos obter uma safra de 4 milhões de sacas de café, aumentar o nosso rebanho e expandir a produção de soja, milho, feijão e soja. Os bancos de fomento estão oferecendo bilhões em investimento, a maior fatia entre todos os Estados da região Norte. E as 24 agências do Banco do Povo estão oferecendo crédito bom e barato”.

Ele falou ainda sobre a entrega de títulos dos imóveis rurais, quase 40 mil, além dos títulos urbanos, que devem chegar a 30 mil neste, mais de 20 mil na capital. Também destacou os investimentos na saúde, em educação, no asfaltamento urbano e no setor produtivo.

Ao final, Confúcio pediu que os secretários e a população o ajudem a governar.
Fonte:DECOM

 

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »