DER DEVE RECUPERAR RODOVIAS DE ACESSO AOS MUINICÍPIOS DO VALE DO JAMARI

mar 12 • Destaque, Política • 1159 Visualizações • Nenhum comentário em DER DEVE RECUPERAR RODOVIAS DE ACESSO AOS MUINICÍPIOS DO VALE DO JAMARI

O deputado Adelino Follador (DEM), indicou ontem ao Poder Executivo a necessidade da execução do serviço de tapa buraco das rodovias que ligam a BR-364 às sedes dos municípios de Caculândia, Monte Negro, Rio Crespo, Alto Paraíso, Campo Novo e Jorge Teixeira, que segundo suas palavras encontram-se em péssimas condições de tráfego.

 

Ao pedir providências do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) para deflagração da operação tapa buraco, o deputado justificou seu pedido alegando que a precariedade da malha rodoviária de acesso a esses municípios tem provocado sérios transtornos na vida das comunidades, além de provocar acidentes e prejuízos. “Há trechos que o trânsito é feito em ziguezague, resultando em manobras perigosas para os motoristas”, disse lamentando que a buraqueira prejudica também a economia com perdas e atrasos.

 

Adelino Follador indicou ainda ao Executivo Estadual que o mesmo DER desenvolva um programa de apoio para socorrer o Município de Monte Negro, que precisa recuperar pelo menos 1.500 quilômetros de estradas vicinais, além de pontes e bueiros, para manter as condições mínimas de tráfego em suas rodovias. “São rodovias coletoras que atendem a comunidade no transporte escolar e a toda área produtiva da região”.

 

DUPLICAÇÃO DA PONTE DA BR 421

 

Pela quarta vez o deputado voltou a cobrar a execução da obra de duplicação da ponte sobre o Rio Jamari, reiterando várias indicações feitas ao governador, lembrando que a velha estrutura de mão única encontra-se em estado precário de funcionamento, gerando riscos, principalmente para as crianças que a utilizam para ir à escola, tendo em vista o desmoronamento de parte da estrutura, como o guarda mão, que protegia os transeuntes.

 

Ao justificar sua indicação Adelino Follador lembrou que a ponte sobre o Rio Jamari, na BR-421, foi construída pelo então governador Jorge Teixeira, em mão única, para atender a pequenos povoados e vilas que surgiam ali, mas hoje a intensidade do fluxo de veículos exige sua urgente duplicação.

 

O parlamentar fez lembrar ao governador que os problemas gerados pela precariedade da estrutura da velha ponte vão além da situação das crianças em idade escolar que sofrem riscos, mas principalmente do conjunto das comunidades envolvidas, como Ariquemes, Campo Novo, Monte Negro, Buritis e parte das comunidades de Alto Paraíso e Bom Futuro, que há anos sofrem com transtornos e riscos na travessia do rio por esta ponte, muito antiga, e construída em via única.

 

Fonte: Assessoria

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »