Detran considera “desastroso” uso de prova em concurso público para atingir senador Ivo cassol

Detran considera “desastroso” uso de prova em concurso público para atingir senador Ivo cassol

Da redação do Tudorondonia

 

A direção geral do Detran divulgou nota nesta segunda-feira repudiando a atitude do Instituto de Desenvolvimento Educacional , Cultural e Assistencial Nacional (IDECAN), responsável pela elaboração e aplicação das provas do concurso público daquela autarquia no último dia 6. O tal instituto colocou na prova uma questão falsa a respeito do senador Ivo Cassol, um dos principais adversários políticos do governador Confúcio Moura (PMDB).

Na prova do Detran, o Instituto fez constar uma pergunta a respeito de qual  município o senador , condenado por fraude em licitação, havia sido prefeito na época do cometimento do crime. A resposta era Rolim de Moura, mas o Idecan acrescentou que Cassol , além de condenado pelo Supremo Tribunal Federal, havia sido preso.

O senador , de fato,  foi condenado pelo STF a quase cinco anos  de prisão em regime semiaberto por fraude em licitação quando foi prefeito de Rolim de Moura, mas não é verdade que ele foi preso.

Em sua nota , assinada pelo diretor geral adjunto, Antônio Manoel Rebelo Chagas, e pela diretora geral, Solange Gurgacz, o Detran repudia a atitude “inoportuna e constrangedora” do instituto e solicita explicações sobre o episódio que considera “desastroso”.

Segundo o Detran, nenhum servidor do órgão teve acesso ao conteúdo das provas.

O Detran está sob o comando da família Gurgacz, dona da empresa União cascavel, que sofreu devassa da Secretaria Estadual de Finanças durante o Governo de Ivo Cassol.

Marcos Neris

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *