Ex vereador tem prisão decretada

fev 27 • Política • 672 Visualizações • Nenhum comentário em Ex vereador tem prisão decretada

O ex-vereador, Pedro Panta Cordeiro (PRB), que atuou com legislador na Câmara de Vilhena entre 2009 e 2012 teve sua prisão decretada nesta semana. O Ministério Público na pessoa do promotor Elício de Almeida e Silva requereu à Justiça o cumprimento da pena de prisão ao qual Panta foi condenado em definitivo em 27 de novembro de 2013.

No total, após diversos recursos em estâncias superiores, o Pedro Panta foi condenado há 5 anos e 4 meses por peculato e coação. O prazo para o “trânsito em julgado”, que é um termo jurídico que encerra toda e qualquer condição de recurso, acabou em 14 de janeiro deste ano, porém ate o momento o réu ainda não havia sido preso.

De acordo com informações Pedro Panta está sendo procurado pelas polícias militar e civil, para que de início ao cumprimento de sua pena, que será em regime semi-aberto, ou seja, ele poderá trabalhar durante o dia, mas a partir das 19h00 deverá se recolher ao albergue correcional, podendo sair novamente às 6h00.

ENTENDA O CASO

O vereador foi denunciado por Tereza Lemes de Morais, uma de suas assessoras parlamentares em setembro de 2009, pois obrigava a mesma a ceder quase 80% de seu salário. De acordo com a assessora, ela tinha trabalhado na campanha eleitoral que elegeu Pedro Panta em 2008, e assim que o vereador assumiu o cargo, Tereza o procurou para pedir um emprego.

Ainda de acordo com Tereza Morais, ela recebia em torno de R$ 1.850,00, mas o ex-vereador só deixava R$ 300,00 com ela. “É trezentos ou nada”, dizia Panta segundo a denunciante.

Na época ao saber das investigações, Pedro Panta teria dito que as investigações não dariam em nada e no máximo a justiça iria condená-lo a doar cestas básicas.

Logo em seguida a servidora denunciante foi até à delegacia retirar a queixa e pedir o encerramento das investigações sobre Pedro Panta, alegando que não tinha mais interesse no assunto. Contudo a polícia pressionou a servidora e acabou descobrindo que Pedro Panta estava intimidando a mesma, além do que foi descoberto um depósito de R$ 1.860,00 na conta da servidora, pouco antes da mesma ir até a delegacia.

Em 06 de outubro de 2009 o vereador foi preso, por intimidação de testemunha, chegou a ser levado para Porto Velho, pois Panta é ex-policial e necessitava de uma cela especial, o que não havia em Vilhena na época.

Na época Pedro Panta tinha 21 servidores lotados em seu gabinete, dois quais dois confessaram à polícia que deixavam boa parte de seus salários com o vereador.

Em sua defesa, o ex-vereador do PRB disse que a denunciante queria ter um caso amoroso com ele, como o Panta se negou, ela começou a produzir provas factóides contra ele, o que culminou na investigação e sua prisão.

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »