IPTU – Vereador Desmente farsa do IPTU

set 20 • Destaque, Política • 1818 Visualizações • Nenhum comentário em IPTU – Vereador Desmente farsa do IPTU

Nossa redação tão logo ficou sabendo da questão do provável Aumento de IPTU através de uma carta anônima de cunho de crime de injuria e Difamação contra um candidato, procuramos o Vereador Lanno Matias para esclarecer as dúvidas do povo referente ao fato. Perguntamos ao mesmo qual era a atuação do Vereador Alex Redano com relação ao projeto do IPTU que tramita na Câmara Municipal e de quem era a autoria, principalmente do povo não aguentar mais pagar taxas e impostos.

Lano por sua vez enfatizou que realmente as reclamações são justas e nos informou a comunidade de Ariquemes que os projetos de ordem financeira, ou seja, que envolvam criação de despesa ou receita “arrecadação tipo IPTU é de responsabilidade do poder executivo e nenhum vereador de Ariquemes se quer fez indicação para colocar um artigo do projeto que altera a planta de valores dos imóveis de Ariquemes, porem é de responsabilidade dos vereadores votar neste projeto como acontece em todo pais na atualização nos valores dos imóveis o que impressiona é que no ano eleitoral pessoas colocam esta situação dando a impressão que esta sendo criado um novo imposto, o vereador afirmou que  não esta sendo criado um novo imposto é apenas a atualização dos impostos coisa que ocorre desde 1943, ao ser questionado  se o presidente da Câmara Municipal poderia segurar este projeto ou acelerar o projeto na Casa, o vereador respondeu que o povo é representado por 13 vereadores dividido em comissões onde o presidente da câmara não faz parte de nenhuma comissão quem dá os pareceres são os presidente de comissões juntamente com seus membros e o relator do projeto, Lano afirmou categoricamente  que Alex Redano não é relator deste projeto e como presidente da câmara municipal não faz parte de nenhuma comissão desta forma o mesmo não tem poder para isso e frisou o vereador que entre outros tempos havia a câmara do amem e esta sendo diferente onde conseguiram o empenho para clinica de Hemodiálise, a reforma do antigo hospital o projeto do teatro que foi denunciado, a obra da BR-364 que o empreiteiro responde e tem que prestar conta e vários outros trabalhos. Não seria agora que se curvaria para cobrança de IPTU exasperado para agradar meia dúzia do município.

Ao ser  indagado sobre  o que está sendo feito pela CMA com relação a duvida que foi colocado perante ao povo no aumento de 30% do IPTU: Respondeu o vereador o vereador, Edipo Pompeu do PT junto com o vereador Amalec da Costa do PSC,  e eu do meu partido já fizemos uma nota ao presidente da comissão de justiça e ao presidente da comissão de finanças da CMA pedindo que compareça a casa de leis a equipe econômica do município para esclarecer quais os critérios de avaliação que esta sendo feita nesses imóveis, lembro a comunidade que o projeto para ser votado na CMA principalmente desta envergadura ele vai ser debatido e analisado diante mão adianto que já levantamos a questão que desde o ano de 2001, não se atualiza o valor dos imóveis dos setores nobre de Ariquemes e entende alguns vereadores que não devemos fazer esta atualização de forma exasperada corrigindo tudo de uma vez, pois o gestores anteriores de forma paternalista desde o ano de 2001 não se corrigiu os valores dos imóveis, deixando uma defasassem de 13 anos para ser corrigida.
Segundo o vereador Lano Matias  O projeto é de autoria do poder executivo municipal que será apreciado pela comunidade na CMA por seus vereadores e adiantou “não só eu como vários vereadores não vamos deixar que aumente o IPTU das pessoas de baixas rendas, órfãos, viúvas e aposentados”.

Nossa redação procurou esclarecer estas dúvidas em razão de saber que em períodos eleitorais candidatos ficha lima podem ser atacados de forma desleal pelos malandros da velha política suja. Vale lembrar que quem confecciona ou distribui cartas de cunho de ofensa a honra com objetivo de caluniar ou difamar, comete crime e podem sofrer as sanções da lei. Por tanto quem ver ou presenciar ações desta natureza devem imediatamente denunciar ao Ministério Público ou ao Tribunal de Justiça Eleitoral .

 

Rondônia Destaque

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »