Dono da Havan diz que vai investir 200 milhões em Rondônia

nov 25 • Todas as Notícias, Vitrine empresarial • 125 Visualizações • Nenhum comentário em Dono da Havan diz que vai investir 200 milhões em Rondônia

Quem provocou muito burburinho nesta semana foi o empresário Luciano Hang. O dono da loja de departamentos Havan esteve em Porto Velho e Ji-Paraná. No coração de Rondônia, Luciano disse que estava a procura de terrenos para construir uma filial de sua loja. A notícia funcionou com um sopro de felicidade e expectativa para o município. Uma loja do porte da Havan terá um impacto positivo na economia, especialmente na geração de emprego e renda. Luciano Hang foi recebido pelo governador Marcos Rocha no palácio Rio Madeira. Entusiasmado anunciou que a Havan vai investir 200 milhões de reais em Rondônia nos próximos anos e sinalizou a abertura de novas lojas em Ariquemes e Ji-Paraná. Luciano Hang conquistou milhões de seguidos nas redes sociais ao bater de frente com partidos e ideias que considera da esquerda e ao defender empresários e as propostas do presidente Jair Bolsonaro.

Não queremos a rapa do tacho
A maioria da população dessa terra aguarda ansiosamente um olhar mais generoso do presidente Jair Bolsonaro. Em 2018, Bolsonaro chegou ao poder com uma campanha eleitoral meteórica e levou junto com três governadores. De Roraima, de Santa Catarina e aqui de Rondônia. Os três foram eleitos pelo até então desconhecido PSL, sigla para Partido Social Liberal. Lembro-me que na época muito se falou que a solução para parte dos problemas de Rondônia seria essa dobradinha, PSL lá e cá, Palácio Alvorada e Palácio Rio Madeira. Ambos foram ungidos pela maioria dos votos da população. Agora, passados nove meses de administração, observamos o governador Coronel Marcos Rocha em constantes viagens na ponte aérea Porto Velho Brasília. Oxalá que os resultados concretos comecem a surgir em benefício da população. Mas cá pra nós, somos sabedores que o presidente não pode governar somente para os seus correligionários. A pluralidade deve sobressair nesse caso. Mesmo assim, como diz o ditado: quem não chora não mama. E queremos uma atenção especial de vossas excelências para não ficarmos apenas com a “rapa do tacho”.

Business rural no interior
Nestes meses de setembro e outubro as atenções do setor produtivo, da política, bem como da economia estão voltadas para os municípios do interior de Rondônia. Precisamente para Vilhena e Cacoal. Essas cidades estão recebendo grandes autoridades do setor produtivo, agricultura familiar, agronegócio, café, acordos, crédito rural e tudo que você pensar nesse mundo maravilhoso do business rural. Na quinta-feira Teresa Cristina, Ministra da Agricultura vai pousar em Vilhena. Lá na cidade clima, Teresa Cristina lança o plantio da Soja 2019/2020. No dia dois de outubro, vamos tomar um cafezinho na maravilhosa Cacoal, onde acontece o Concafé 2019, Concurso de Qualidade e Sustentabilidade do Café de Rondônia. O concurso vai premiar os melhores produtores de café. Os escolhidos vão competir com outros tantos do Brasil afora. Muito empolgante saber da força que vem do interior. E detalhe, Rondônia tem o maior PIB (Produto Interno Bruto) da região Norte, desde 2002.

Obra fecha acesso a pronto socorro
Hoje vi uma cena típica de uma cidade sem planejamento completo. Imagine a cena: Avenida Campos Sales, zona sul de Porto Velho, em frente ao pronto socorro e hospital João Paulo II. Em pleno calor de meio-dia, trabalhadores com a ajuda de guindaste instalam uma cobertura no ponto de ônibus, ou parada de ônibus, como queiram. O trânsito de veículos ficou parado. Agentes de fiscalização estavam no local para dar apoio, de nada adiantou. A fila de carros e motos parados estava na BR-364, sentido zona sul. O acesso das ambulâncias para o hospital também parou. Não tinha por onde passar. Muito louvável o projeto de colocar nova cobertura para os passageiros do ônibus coletivo. Todavia, o que eu questiono é o horário para tal ação. Em pleno meio-dia fechou o único acesso para a entrada do pronto socorro João Paulo II, o principal do estado.

Fonte: Diário da Amazônia

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »