Por que empresas estão quebrando com a Crise?

jul 19 • Todas as Notícias, Vitrine empresarial • 47 Visualizações • Nenhum comentário em Por que empresas estão quebrando com a Crise?

É interessante observarmos o quanto momentos de crise afetam as empresas, algumas empresas sofrem muito e acabam falindo, outras empresas sofrem com a crise, mas permanecem vivas no mercado e outras parece que apesar da crise elas permanecem vendendo e lucrando.

Pensando um pouco sobre isso percebemos que a crise não é o ponto fundamental que está fazendo com que negócios quebrem. Se você tem um negócio, independentemente do tamanho, é fundamental você ter claro na sua cabeça que o a crise só mata negócios que já estão morrendo.

Você já deve ter ouvido falar que “fulano era humilde e gente boa, mas depois que ganhou dinheiro ficou arrogante”. Quase todos nós já vimos ou ouvimos uma história assim, penso sinceramente que o dinheiro não muda as pessoas, ele apenas realça aquilo que você já é.

As crises econômicas fazem o mesmo com as empresas, elas servem como um filtro que vai separar as empresas que estão realmente consolidadas no mercado e são bem administradas daquelas que não estão tendo uma boa gestão. Portanto o que realmente vai contar quando a crise chegar é se sua empresa tem uma gestão forte.

Uma empresa quebra essencialmente por problemas de gestão, a crise funcionada como uma forma de impulsionar o processo de falência.

Uma empresa acaba falindo quando:

1 – Não Possui Fluxo de Caixa

Em Finanças, o fluxo de caixa, refere-se ao fluxo do dinheiro no caixa da empresa, ou seja, ao montante de caixa recebido e gasto por uma empresa durante um período de tempo definido, algumas vezes ligado a um projeto específico. O fluxo de caixa refere-se ao movimento de dinheiro no período passado, enquanto o orçamento é o seu equivalente para períodos futuros.

Fluxo de Caixa é um Instrumento de gestão financeira que projeta para períodos futuros todas as entradas e as saídas de recursos financeiros da empresa, indicando como será o saldo de caixa para o período projetado.

É um erro as empresas não terem condições de se manterem em períodos de baixa nas vendas. Em um dado momento a sua empresa precisa ter fôlego financeiro suficiente para encarar momentos de crise. Lembre-se da história da formiguinha que passa o verão inteiro trabalhando e armazenando comida porque ela sabe que o inverno está chegando e quando ele chegar ela não vai poder trabalhar por causa da neve que vai cair.

2 – Falta de Clientes Novos

Um outro ponto que pode ser fatal para uma empresa em momento de crise é o fato de não ter clientes novos ou ter poucos clientes. O risco que uma empresa corre quando tem poucos clientes é o fato de perder algum cliente importante em momentos de crise. Evite o erro de ter um único cliente que provê 70% ou mais do seu faturamento. Aqui vale a máxima dos investidores, de não por todos os ovos no mesmo cesto.

Como sabemos muitas empresas adiam investimentos e novos projetos por sentir insegurança no mercado e na economia, em momentos assim, se sua empresa vive de projetos e por acaso algum cliente resolve adiar investimentos isso pode afetar seus negócios.

Na crise é o momento de inovar serviços, prometer menos e entregar mais (aumentar satisfação dos clientes), investir em marketing e no pessoal de vendas para conseguir novos clientes e projetos.

3 – Empresa com Dívidas

Não existe nada pior para uma empresa do que passar por uma crise econômica e política como a que estamos passando, com dívidas. A empresa que possui muitas dívidas está com sua estrutura fragilizada, ou seja, se perder um cliente, o fundo do poço é só uma questão de tempo.

Como já foi citado anteriormente o principal fator que leva uma empresa a falência é uma gestão ruim e quando falamos em gestão também estamos nos referindo a parte financeira. Se a saúde financeira da sua empresa não está boa, ela com certeza vai estar vulnerável em momentos de crise.

4 – Problemas com Processos Internos

Uma empresa que não investe em processos tende a ser extremamente desorganizada em suas atividades internas e externas. Os processos de uma organização devem ser revistos constantemente com o objetivo de se otimizar atividades ou até mesmo excluir coisas que não faz mais sentido.

Reestruturar processos internos e externos faz com que sua empresa se torne mais eficiente, melhorando seus produtos e serviços. Para enfrentar momentos difíceis como a que estamos vivendo no momento é fundamental que a empresa esteja bem estrutura com processos bem otimizados.

Existem ainda muitos outros motivos pelos quais uma empresa pode falir em momentos de crise. O conceito fundamental que precisa ficar claro é que a crise só reforça aquilo que sua empresa já é.

Como Proteger uma Empresa da Crise?

A melhor forma de se proteger no momento de crise é estar preparado para ela antes mesmo que ela chegue. Uma das formas de se estar preparado para a crise é ter uma boa gestão.

O empresário tem por obrigação estar se atualizando constantemente, entender e aplicar boas práticas do mercado em sua empresa. Verificar o modelo de negócios que já foi validado pelo mercado e trazer aquilo que for relevante para o seu nicho de atuação é muito importante para manter sua empresa atualizada e com uma gestão forte.

Um outro ponto que julgo importante é o empresário reconhecer seus erros ou reconhecer que ele está no caminho errado. Muitas empresas sucumbem porque seus donos simplesmente se negam a enxergar que estão errados em sua gestão e com isso acabam levando suas empresas a situações bem complicadas. Reconheça seus erros e tenha a humildade de corrigir a sua rota, se for necessário.

Um último ponto que gostaria de destacar é com relação a mentalidade do empresário. Uma micro ou pequena empresa é o reflexo direto da forma como seus donos pensam, portanto se você tem uma mentalidade de escassez, limitada, tem dificuldades de visualizar oportunidades a sua empresa também será assim.

Conclusão:

A técnica de gestão faz toda a diferença no negócio. A empresa que está sendo bem administrada pode até sentir um pouco os impactos da crise, mas como ela tem raízes fortes tende a permanecer firme. Ajustes sempre são necessários em momentos de escassez e crise, as estratégias usadas devem se adaptar ao momento em que estamos vivendo, ou seja, a capacidade de se adaptar é uma característica importante para a sobrevivência do seu negócio.

 

Fonte: www.administradores.com.br

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »