Após polêmica, casa noturna da ‘festa do sexo’ é lacrada em Araraquara, SP

Após polêmica, casa noturna da ‘festa do sexo’ é lacrada em Araraquara, SP

A casa noturna On Off Club, local onde foi realizada a ‘festa do Dia do Sexo’, foi lacrada nesta terça-feira (9) pela Prefeitura de Araraquara (SP). Uma nota divulgada pela assessoria de imprensa da administração informou que o local está com o auto de vistoria dos bombeiros vencido e realizou o evento no sábado (6) em desacordo com o alvará de funcionamento. O proprietário do local, Adriano Daltrini, foi procurado pelo G1, mas disse que não daria declarações antes falar com o advogado. Supostas fotos e vídeos da festa com simulações sexuais dos participantes geraram polêmica na cidade e nas redes sociais.

A Prefeitura não informou há quanto tempo o AVCB estava vencido e também não detalhou as irregularidades cometidas pela  casa noturna, que também é bar e restaurante, ao realizar a festa do ‘Dia do Sexo’.

Veja o comunicado na íntegra:
O bar, restaurante e danceteria On Off foi lacrado pela Prefeitura, pois foi constatado que o local estava com o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB) vencido e também por ter realizado evento em desacordo com as atividades previstas no alvará de funcionamento.

 

Fotos e vídeos polêmicos
A festa para comemorar o Dia do Sexo contratou três gogo boys e uma gogo girl para animar a festa, no bairro Fonte Luminosa. Supostas fotos e vídeos gravados durante o evento mostram homens e mulheres simulando atos sexuais e se espalharam na internet.

Em uma delas, uma garota aparece simulando sexo oral em um dançarino, que também é mostrado beijando uma jovem sentada em seu colo e tendo o peito lambido por outra. Já a gogo girl aparece em um dos vídeos jogando bebida nos seios enquanto um jovem lambe.

Em entrevista ao G1 na segunda-feira (8), o dono da casa noturna afirmou que a festa teve apenas brincadeiras com conotação sexual, sem chegar ao ponto de haver sexo explícito. Daltrini ainda conta que as imagens do circuito interno da casa não registraram nada relevante. O empresário também afirmou que acionará o jurídico da empresa para averiguar as falsas imagens que circulam nas redes sociais e denigrem o estabelecimento.

Outra polêmica
A mesma casa noturna já havia sido alvo de protestos por conta de uma festa com o nome ‘Não me estupre, me beije’, realizada em abril deste ano. Na ocasião, o nome do evento foi alterado para ‘Todos juntos por uma causa’. Depois disso, em nota, a casa noturna se desculpou pelo mal entendido e explicou que apoiava a campanha contra qualquer violência à mulher.

 

Fonte:G1

Marcos Neris

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *