JI-PARANÁ:Alunos reivindicam contratação de professor em escola de Ji-Paraná, RO

set 4 • Educação • 3721 Visualizações • Nenhum comentário em JI-PARANÁ:Alunos reivindicam contratação de professor em escola de Ji-Paraná, RO

Alunos do terceiro ano do ensino médio da escola Jovem Gonçalves Vilela, em Ji-Paraná (RO), distante 374 quilômetros da capital, Porto Velho, se mobilizaram para reivindicar a contratação de um professor de Língua Portuguesa. Segundo os estudantes, que fizeram a manifestação nessa terça-feira (2), não há profissional da disciplina no estabelecimento, desde abril deste ano. A Coordenadoria Regional de Ensino garantiu que a vaga será assumida por outro professor.

A estudante do terceiro ano Isabele Siqueira conta que, depois da saída do professor, apenas uma profissional teria ocupado o cargo. Mas, após uma semana de trabalho, a professora alegou dificuldades para chegar à escola e parou de dar aulas. “Falaram que vão repor todas as aulas perdidas, mas é daquele jeito, passar o conteúdo só por cima e sem qualidade”, reclama a aluna, que está preocupada com a preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e para vestibulares.

A diretora da escola, Sandra de Oliveira, disse que a perda de professores e funcionários tem sido recorrente. “Houve muitos concursos e diversos dos nossos funcionários que estavam exercendo suas funções aqui migraram para outras instituições. Este também foi o caso do nosso professor de português”, explica, avaliando que, mesmo com a realização de concursos para a rede pública neste ano, as novas contratações não foram suficientes para suprir as vagas abertas. “A falta de professor é real e não é só aqui. O processo legal para a contratação de novos professores é muito demorado.”

Procurado pelo G1, o coordenador regional de ensino, da Secretaria Estadual de Educação (Seduc), José Antonio Neto, informou que o problema imediato da Jovem Gonçalves Vilela já está solucionado. “Nós estivemos na escola nesta terça [2] e conseguimos que uma professora assumisse a vaga. A não ser que algum sinistro aconteça, ela já começa a trabalhar na manhã desta quarta”, garantiu.

 

Fonte:G1

 

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »