Ação da Santo Antônio Energia faz reduzir número de casos de malária em Porto Velho

fev 3 • Geral • 1513 Visualizações • Nenhum comentário em Ação da Santo Antônio Energia faz reduzir número de casos de malária em Porto Velho

 

O número de casos de malária em Porto Velho (RO) caiu 44% entre janeiro a dezembro de 2013, se comparado com o mesmo período do ano passado, segundo o Sistema de Informações de Vigilância Epidemiológicas de Malária do Ministério da Saúde. Com a redução significativa do número de casos de malária, a Incidência Parasitária Anual (risco de infecção pela doença) na cidade passa de alto para médio risco, de acordo com o Ministério da Saúde.

 

As ações da Santo Antônio Energia para mitigar os casos da Malária nas regiões de influência da Hidrelétrica Santo Antônio, seguem até 2015 com o Plano Complementar de Ação de Controle da Malária, totalizando investimento de R$ 25 milhões.

 

Mais de 30 mil mosquiteiros impregnados de longa duração (MILD), que tem capacidade de repelir, imobilizar e matar o mosquito transmissor da Malária, já foram instalados, desde 2009, em parceria com órgãos governamentais, em várias comunidades dentro das regiões de saúde do município. Também estão sendo realizadas ações de diagnóstico precoce e tratamento da malária, além de campanhas para sensibilizar a população sobre a prevenção.

 

 

Santo Antônio Energia

É a concessionária responsável pela implantação e operação da Hidrelétrica Santo Antônio, localizada no Rio Madeira, em Porto Velho, Rondônia, e pela comercialização da energia gerada. A usina iniciou a geração comercial em 30 de março de 2012, nove meses antes do cronograma original e, a partir de novembro de 2016, com potência de 3.568 megawatts, gerará energia suficiente para abastecer o consumo de mais de 44 milhões de pessoas. O projeto é financiado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Os acionistas da Santo Antônio Energia são as empresas Furnas (39%), Odebrecht Energia (18,6%), Andrade Gutierrez (12,4%), Cemig (10%) e o Caixa FIP Amazônia Energia (20%), empresas com grande experiência na gestão de investimento, bem como na implantação e construção de hidrelétricas no Brasil e em outro países.

 

Fonte:(Angelita Gonçalves

 

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »