Deputados se comprometem a trancar a pauta da ALE até que o governo tome decisão sobre as reivindicações dos trabalhadores em educação

mar 28 • Geral, Todas as Notícias • 198 Visualizações • Nenhum comentário em Deputados se comprometem a trancar a pauta da ALE até que o governo tome decisão sobre as reivindicações dos trabalhadores em educação

Em sessão plenária da Assembleia Legislativa, realizada na noite desta terça-feira, da 27/03, foi lido o compromisso assinado por 13 deputados estaduais se comprometendo a trancar a pauta daquela Casa de Leis para forçar o governo do estado a apresentar proposta aos trabalhadores em educação, em greve há 36 dias. Os deputados estaduais acataram um documento apresentado pelo Sintero e decidiram suspender a votação de qualquer matéria até que se analisem, discutam e sejam tomadas decisões definitivas em relação às reivindicações da categoria. Essa é mais uma consequência da intransigência do governo em relação à greve dos trabalhadores em educação.
Assinaram o documento do Sintero os deputados estaduas Adelino Folador (DEM), Airton Gurgacz (PDT), Alex Redano (PRB), Dr. Neidson (PMN), Ermínio Coelho (PDT), Laerte Gomes (PSDB), Leo Moraes (PTB), Luizinho Goebel (PV), Marcelino Tenório (PRP), Maurão de Carvalho (MDB), Ribamar Araújo (PR), Saulo Moreira (PDT) e Só na Bença (MDB). Os trabalhadores em educação estão em greve desde 21/02 e cobram do governo do estado o atendimento das reivindicações contidas na proposta de Plano de Valorização da categoria, apresentado ainda em dezembro de 2017.
A presidente do Sintero, Lionilda Simão, considerou justa a decisão dos deputados, pois o governo vem tratando a educação com descaso. “Nosso movimento conta com o apoio da sociedade, dos estudantes, e agora dos deputados estaduais. Isso é muito importante para que o governo reconheça a importância da educação e tome uma providência. A responsabilidade pelos prejuízos causados pela greve é unica e exclusivamente do governo do estado”, disse.
Mais Notícias

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »