Juíza de RO pede reforço policial em júri de acusado no Caso Naiara

mar 25 • Geral • 1456 Visualizações • Nenhum comentário em Juíza de RO pede reforço policial em júri de acusado no Caso Naiara

A juíza Euma Mendonça Tourino, da 1ª Vara do Tribunal do Júri, em Porto Velho, requisitou reforço de 20 policiais militares para garantir a ordem durante o julgamento do vigilante Marco Antônio das Chagas, de 42 anos, acusado pelo estupro e morte da estudante Naiara Karine, de 18 anos, assassinada em janeiro de 2013, na capital.

O julgamento está previsto para a manhã desta quinta (27). A estudante de jornalismo foi encontrada morta num matagal próximo a uma estrada que dá acesso ao complexo de presídio estaduais, distante cerca de 17 quilômetros do centro de Porto Velho.  Os pais de Karine, que atualmente residem em outro estado há seis meses, ainda não confirmaram se acompanharão o júri popular.

“Todo crime que gera comoção social carece de um reforço na segurança de todos. Isso é natural”, disse a magistrada, que está proibida, de acordo com um expediente baixado pelo Tribunal de Justiça, de se manifestar sobre o crime. A juíza decidiu, ainda, que o julgamento não será transmitido e a imprensa não terá acesso ao plenário para que as imagens dos jurados sejam preservadas. O julgamento está previsto para começar às 8h30 (horário local).

Marco Antônio é o primeiro, de três suspeitos presos, acusados pela morte da estudante, a ir a julgamento. Em depoimento, o vigilante que está preso desde julho de 2013, assumiu a autoria do estupro, mas afirmou que Naiara estava viva quando deixou o local. Marco Antônio foi identificado porque partes do seu corpo aparecem em um vídeo gravado pelos criminosos no celular da própria vítima.

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »