Rio Crespo: Prefeitura e Secretaria de Saúde faz mutirão em combate ao Aedes Aegypti

jan 28 • Geral, Saúde • 876 Visualizações • Nenhum comentário em Rio Crespo: Prefeitura e Secretaria de Saúde faz mutirão em combate ao Aedes Aegypti

 

Com a missão de combater ao mosquito  Aedes Aegypti, responsável pela transmissão da dengue, da febre chinkungunya e do Zinca vírus, a prefeitura municipal de Rio Crespo, em parceria com Secretaria de Saúde, agentes da Funasa e demais secretarias deu inicio uma grande operação por toda cidade através de mutirão, com o objetivo de combater o mosquito transmissor da doença, conscientizando a população para que venham aplicar os cuidados básicos  ,que impedem a presença do mosquito bem como evitar a doença.

Os  trabalho realizado pelos profissionais inclui orientações e averiguações nos quintais de todas as casas, com a intenção de eliminar todos os recipientes que possa acumular larvas do mosquito.

Pneus, garrafas de refrigerantes vazias e vasilhas com plantas é o que mais se encontra nos quintais, sendo  o grande gargalo enfrentado pela equipe no combate ao mosquito, que tem como missão eliminar esses resíduos e orientar a população.

De acordo o agente de Endemias, Almir Rodrigues, os trabalhos de combate ao mosquito serão feito em todas as casas, que além da conscientizar a população para o não acúmulo de resíduos, será aplicado também larvicida, uma forma de eliminar o mosquito.

Não fazemos nada sonzinho, precisamos de fortes parcerias, que não depende só da prefeitura.

“Nossa maior parceria neste momento é a população, fazendo com que seus quintais estejam sempre limpos, evitando a presença de quaisquer tipos de mosquitos transmissores das doenças, só assim seremos vencedores” destacou Almir.  

Durante os trabalhos de combate ao mosquito, foi alertado as mulheres que estão  gestante sobre as consequências que o mosquito pode trazer para o bebê durante a gestação, que de acordo o Ministério da saúde milhões de crianças estão sendo afetada com a Microcefalia, doença esta, que está relacionada ao ZICA VIRIÚS.

 

A seguir, veja perguntas e respostas que ajudam a entender o problema.

 

– O que é microcefalia?
É uma condição rara em que o bebê nasce com o crânio do tamanho menor do que o normal.

– Como saber se o bebê tem microcefalia?
A microcefalia é diagnosticada quando o perímetro da cabeça é igual ou menor do que 32 cm (até este ano o Ministério da Saúde adotava 33 cm, mas a medida foi alterada de acordo com parâmetros da Organização Mundial da Saúde). Portanto, o esperado é que bebês tenham pelo menos 34 cm. Mas atenção: isso vale apenas para crianças nascidas a termo (com 9 meses de gravidez). No caso de prematuros, esses valores mudam e dependem da idade gestacional em que ocorre o parto.

 

Fonte: Assessoria Comunicação PMRC

DSC_0632 DSC_0633 DSC_0634
DSC_0636 DSC_0637
DSC_0639 DSC_0642
DSC_0644 DSC_0645 DSC_0646 DSC_0647
DSC_0649 DSC_0653 DSC_0656 DSC_0657 DSC_0658 DSC_0659 DSC_0660 DSC_0661 DSC_0662 DSC_0663 DSC_0664 DSC_0666 DSC_0667
DSC_0669 DSC_0670
DSC_0672
DSC_0674 DSC_0675

 

 

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »