Preservação do meio ambiente ganha espaço na construção civil

mar 15 • Meio Ambiente, Todas as Notícias • 92 Visualizações • Nenhum comentário em Preservação do meio ambiente ganha espaço na construção civil

A preocupação com o planeta atinge o ramo da construção civil, com construtoras que aderem à causa da sustentabilidade para que o impacto de seus serviços no planeta seja menor. Segundo estimativa da Associação Brasileira para Reciclagem de Resíduos da Construção Civil e Demolição (Abrecon), o Brasil produz 84 milhões de m³ de entulhos, tanto de construção quanto de demolição. O destino incorreto pode trazer prejuízos para toda a sociedade.

De acordo com a Abrecon, no Espírito Santo, apenas 1% das usinas são de reciclagem. Uma delas fica na Serra. O entulho levado para lá é transformado em agregados, como areia e brita, porém a procura pelo produto ainda é pequena. Um total de 31% das empresas do ramo acha que falta incentivo do governo para que o material seja usado.

A construtora capixaba Proeng foi umas das primeiras no Estado a fazer um trabalho sustentável na construção civil. Segundo o gerente-geral de engenharia, Marcelo Có, a empresa já aplica práticas que ajudam o meio ambiente há cerca de 25 anos. “Fomos umas das primeiras a ter o selo de qualidade ISO 9001, e a sustentabilidade está totalmente ligada aos requisitos do selo”, afirma.

A Proeng procura sempre utilizar materiais reciclados em todas as suas obras. As portas e os madeirites, por exemplo, são todos provenientes de madeiras de reflorestamento. Marcelo Có garante que, em situações como esta, apenas produtos com selo de reaproveitamento são utilizados nos empreendimentos. Além disso, a construtora entrega os empreendimentos com tanques de armazenamento e reutilização de água da chuva e do ar-condicionado, sensores de presença nas áreas comuns para economia de energia, entre outras ações.

Condomínios sustentáveis

Morar em um prédio que tem como um dos pilares a sustentabilidade e que utiliza recursos que ajudam o planeta também faz do morador uma pessoa que se preocupa com o meio ambiente. Além de gerar economia na conta de condomínio. A Proeng possui o selo Proeng Eco nos empreendimentos para que o comprador tenha certeza de que ali foram aplicados métodos de construção e acabamento que preservam recursos naturais.

Um deles está em fase de acabamento. Com 89% da obra concluída, o edifício Antônio Gonçalves, em Jardim Camburi, um dos bairros que mais crescem na Capital, possui separação de resíduos para coleta seletiva, captação de água da chuva para uso nas áreas comuns, elevadores econômicos, medidor individual de água, entre outras tecnologias.

O empreendimento é formado por dez pavimentos e 42 unidades, sendo 38 de três quartos com suíte e quatro coberturas duplex. Cada apartamento possui duas vagas de garagem, e as coberturas possuem três, cada. Além disso, o condomínio conta com uma área de lazer de 200 m², bike sharing, espaço da família, brinquedoteca, entre outros diferenciais.

Fonte:G1

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »