Vilhena: Após atacar entregador de panfletos Pit bull é sacrificado com ordem do dono

jul 28 • Notícias • 1310 Visualizações • Nenhum comentário em Vilhena: Após atacar entregador de panfletos Pit bull é sacrificado com ordem do dono

Foi sacrificado em Vilhena, três dias após atacar um entregador de panfletos na cidade, o cão da raça pit bull que precisou ser baleado por um policial para ser dominado. O animal, de nome Negão e idade estimada de 8 anos, recebeu a injeção letal por ordem do próprio dono.

De acordo com a médica veterinária Aliny Ripke, que executou a eutanásia, o cachorro era extremamente agressivo e, mesmo ferido e preso num canil de sua clínica, livrou-se da focinheira e do colar que usava tentando atacá-la.

Negão pertencia a um comerciante que, temendo pela segurança dos filhos pequenos, achou melhor sacrificá-lo, pois não teria condições de garantir o atendimento prescrito para ele após o ferimento, em virtude de sua ferocidade.

No dia 21 deste mês, o cão chegou a morder um entregador de panfletos e só foi dominado com a intervenção de Bombeiros, PMs e da própria veterinária.

Ele estava na casa de um parente do dono, que negou que ele fosse agressivo, ao contrário do que havia sido publicado pelo site na época do ataque.

De acordo com Aliny, foi ministrada uma dose de T-61, um produto que fez com que o
animal morresse sem sofrimento, já que havia sido sedado antes da injeção.
Fonte:Folha do Sul Online

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »