Buritis: Operação Policial prende infrator por exploração da prostituição

maio 6 • Polícia • 1432 Visualizações • Nenhum comentário em Buritis: Operação Policial prende infrator por exploração da prostituição

Durante a noite de sexta-feira, 02/05, foi realizada uma operação conjunta entre a Polícia Militar e Civil em Buritis, que resultou na prisão do proprietário de um estabelecimento comercial pela prática dos crimes de favorecimento a prostituição, tráfico interno de pessoas e rufianismo (se aproveitar da prostituição alheia).

No estabelecimento “Bar do Lebis”, localizado na avenida Porto Velho, s/nº, Setor 4, em Buritis, foi constatado que funcionava uma casa de prostituição, e que o proprietário mantinha mulheres em condições análogas a escravidão, sendo controladas através de endividamento, verificado em livros caixas, onde estavam anotadas as dívidas das mulheres.

No ambiente foi encontrada uma porta “tipo fundo falso”, dentro do banheiro feminino, que só era percebida quando os clientes entravam para fazer o programa. Também foi constatado que o local era insalubre, pois a cozinha dividia espaço com o banheiro e com uma fossa aberta. Além de ser um local onde as mulheres residiam e faziam seus programas, também foram encontrados indícios que no local se fazia uso de substâncias entorpecentes.

Em conversa com as vítimas, os Policiais descobriram que o proprietário do estabelecimento“segurava” muitas vezes os pagamentos dos programas, mantendo-as presas a “casa”. Ele cobrava a importância de R$ 300,00 para que as mulheres morassem e fizessem seus programas no estabelecimento.

Foram analisados nos livros caixas que as mulheres eram pagas com drogas lícitas como: álcool e cigarro e há a possibilidade de existir pagamentos com drogas ilícitas, pois foram encontradas nas buscas, várias parangas de drogas, possivelmente CRACK e COCAÍNA. Todas as mulhereseram de outros municípios e uma era do Estado do Amazonas.

O proprietário do estabelecimento, Francisco Calaza Lopes, 38 anos, vulgo “LEBIS”, foi preso em flagrante e apresentado na Delegacia de Polícia Civil de Buritis, juntamente com cinco mulheres vítimas, sendo duas com 24 anos e as demais com 20, 22 e 33 anos. Foi verificado nos registros policiais, que LEBIS já foi preso por tráfico de drogas e se encontrava em livramento condicional.

A Perícia Criminal esteve no local e constatou que se tratava de um lugar de exploração sexual, tráfico interno de pessoas e rufianismo,crimes previstos no Código Penal Brasileiro.

 

Ariquemes, 06 de maio de 2014.

 

 

ÊNEDY DIAS DE ARAÚJO – TenCel PM

Comandante do 7º BPM

 

exploração01exploração

 

Publicações Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »